Reportar erro
Lista NT

Homofobia, prisão e tragédia aérea: Os bastidores dos 15 anos de Supernatural

Série termina em maio, mas já teve muita polêmica envolvendo os protagonistas

Protagonistas em cena de Supernatural
Supernatural termina em 2020 e houve muita confusão e polêmica nos bastidores ao longo de 15 anos - Foto: Divulgação
Daniel César

Publicado em 12/04/2020 às 06:00:37

Quem assiste Supernatural, a série americana que faz sucesso no mundo todo, está se preparando para a despedida da produção, 15 anos depois da estreia, já que está prevista a exibição do último episódio no mês de maio deste ano. E neste período muita coisa aconteceu nos bastidores envolvendo os protagonistas Jensen Ackles e Jarred Paladek, com direito a homofobia, prisão e até uma quase tragédia aérea.

Supernatural estreou na antiga emissora WB em 13 de setembro de 2005 e permanece no ar até o momento com 15 temporadas e 320 episódios. No Brasil, a produção já ganhou até exibição no horário nobre da TV aberta, indo ao ar no SBT.

Se os fãs da série sempre se encantaram com as aventuras de universo mágico vivenciados pelos irmãos Sam e Dean Winchester, o movimentado bastidor da produção sempre esteve em evidência também por causa dos problemas, como quando uma tragédia aérea quase ceifou a vida de parte do elenco.

Tragédia aérea

Há pouco mais de um mês, no início de março deste ano, Jensen Ackles estava no avião particular de Jared Paladeck, juntamente com colegas de elenco, como Misha Collins (Castiel), Alexander Calvert (Jack) e Richard Speight Jr (Gabriel), quando um problema na aeronave foi percebido e o grupo precisou fazer uma aterrissagem às pressas, pouco depois que um dos motores explodiu. "Ela literalmente explodiu e o avião começou a tender para um lado, enquanto nós tentamos não entrar em pânico", comentou Speight na ocasião.

Homofobia

Parte da imprensa já acusou um dos protagonistas da série, Jensen Ackles, de cometer um suposto caso de homofobia. Quem assiste a série sabe da relação amistosa e emotiva entre Dean e Castiel, a tal ponto dos fãs criarem uma teoria de que os dois seriam supostamente apaixonados na história.

Em 2014, durante um evento com fãs nos EUA, um jovem tentou questionar se existia a possibilidade dos personagens viverem uma história de amor, quando foi interrompido por um dos produtores da série e proibido de terminar a questão. Parte dos telespectadores de Supernatural não gostou nada do que viram e acusaram a produção de homofobia, com direito até a comentários de que Jensen não aceitava a possibilidade de uma relação amorosa entre os personagens, no fim ele também acabou acusado de homofobia.

Machismo

E os protagonistas de Supernatural se viram envolvidos numa polêmica daquelas quando participaram de uma convenção em 2017 e acabaram sendo massacrados por parte da mídia e de fãs da série ao fazerem uma piada a respeito dos crimes cometidos por Bill Cosby, acusado de drogar e estuprar dezenas de mulheres.

Enquanto os dois falavam sobre as cantadas, Jared sussurrou algo para o colega de elenco e, a pedido dos fãs, a dupla revelou do que se tratava; “Esse pano cheira a clorofórmio para você?”, questionou sendo respondido por Jensen. “Não, senhor Cosby”.

Anticristo

Um dos momentos mais controversos de toda a série aconteceu quando o co-protagonista Misha Collins foi acusado de ser o próprio anticristo. Se em Supernatural ele vive o anjo Castiel, no mundo real uma igreja americana ortodoxa o acusou de ser o filho do diabo encarnado.

A acusação ganhou força entre os radicais dos EUA e, por diversas vezes tanto ele quanto os amigos Jared e Jensen foram obrigados a responder sobre o tema, mas sempre com bom humor e nunca se mostraram incomodados.

Prisão

No ano passado, Jared Paladeck acabou sendo preso na cidade do Austin, no Texas. Ele acabou indo parar na delegacia depois de ter se envolvido em uma confusão no lado de fora de um clube. Ele foi acusado de ter agredido dois funcionários do clube, que o expulsaram para evitar confusão.

Segundo foi noticiado em 2019, do lado de fora do clube, o intérprete de Sam teria dado um mata-leão em um amigo que tentava controlá-lo e, quando notou a presença da polícia, chegou a exibir grande quantidade de dinheiro, na tentativa de subornas as autoridades policiais.

Mais Notícias