Exclusivo

Netflix tentou atravessar a Globo para produzir minissérie sobre Roberto Carlos

A plataforma de streaming quis contar a história do rei

Netflix tentou atravessar a Globo para produzir minissérie sobre Roberto Carlos
Roberto Carlos terá sua vida contada no cinema - Foto: Montagem

Publicado em 11/03/2020 às 05:43:00 ,
atualizado em 11/03/2020 às 08:02:35

Por: Naian Lucas com Daniel César

A Netflix teria tentado atravessar a Globo para produzir uma minissérie sobre a vida do rei Roberto Carlos. A plataforma de streaming chegou a fazer uma consulta a produtora responsável pela biografia do cantor e mostrou interesse em levar o projeto adiante, caso a emissora não cumprisse os prazos.

A Globo negociou para ter a cinebiografia de Roberto Carlos com a promessa que transformaria a produção em minissérie para o Globoplay, algo semelhante que fez com o longa-metragem da apresentadora Hebe, mas o projeto não andou de forma imediata e a Netflix viu a possibilidade de dar o balão na concorrente.

Segundo apurado pelo NaTelinha, no final do ano passado, a alta cúpula da gigante mundial de streaming teria tentado comprar os direitos da biografia de Roberto Carlos, mas foi tomado ciência que o canal da família Marinho era quem possuía os direitos até o começo de 2020.

Se a Globo não vinha mostrando grande interesse em cumprir os prazos para produzir a biografia do rei, assim que soube do interesse da concorrente, a cúpula do Globoplay ordenou que o projeto fosse acelerado e confirmou que faria a produção.

Conforme noticiou o NaTelinha, o sucesso de Bandidos na TV fez com que a Netflix se interessasse em produzir biografias de artistas que fizeram sucesso no Brasil e casos reais que repercutiram em todo país, como o filme Sergio, que terá Wagner Moura como protagonista.

Procurada, a Netflix informou que não tem nenhuma informação sobre o assunto.

Netflix, Globoplay e as séries biográficas

A briga entre Netflix e Globoplay não teria ficado restrita apenas ao caso de Roberto Carlos. O enredo sobre a morte de Eliza Samudio chamou atenção da plataforma de streaming, que tentou comprar os direitos do livro Indefensável: O goleiro Bruno escrito por Paula Sarapu, Paulo Carvalho e Leslie Leitão, mas a Globo saiu na frente e chegou a anunciar a produção, que pode ter sido cancelada.

Recentemente, a Globo lançou as minisséries sobre as vidas de Hebe e Chacrinha, além de ter feito muito sucesso a produção Assédio. O grande chamariz da plataforma de streaming da emissora carioca para 2020 será a série sobre a vida de Marielle Franco, com direito a José Padilha como produtor-executivo e showrunner. Já na Netflix, Bandidos na TV se tornou uma das produções brasileiras mais assistidas, assim como O Mecanismo e Democracia em Vertigem.

A série protagonizada por Selton Mello trouxe detalhes da Lava-Jato e polemizou entre personalidades políticas, sendo criticada por direitistas e esquerdistas. Já o documentário de Petra Costa recebeu indicação ao Oscar ao narrar os bastidores do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff.




publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!