Confusão

Alcoolismo, homofobia e brigas: Os polêmicos bastidores das famosas séries americanas

Gilmore Girls, Lost e Friends também fazem parte da lista

Alcoolismo, homofobia e brigas: Os polêmicos bastidores das famosas séries americanas
Bastidores das séries foram agitados - Foto: Montagem

Publicado em 15/10/2019 às 04:46:00

Por: Redação NT

Como qualquer trabalho, atores de séries estão expostos a criarem amizades e também inimizades. Muitas produções de sucesso foram alvos de escândalos e brigas nos seus bastidores, tornando-se os principais assuntos das revistas e sites americanos e também do mundo, como é o caso de Grey's Anatomy e Sex and the City.

Conforme relatou o NaTelinha, Will Smith e Janet Hubert se desentenderam nos bastidores de Um Maluco do Pedaço e a atriz deixou o programa no final de 1992. Os dois trocaram farpas públicas e não se falam até os dias de hoje.

Algumas séries internacionais também tiveram esse mesmo problema, enquanto outras confusões não afetaram o andamento de suas produções.

Sendo assim, nada melhor do que conhecer os episódios embaraçosos que aconteceram em séries internacionais. Confira a lista abaixo:

Grey's Anatomy (2005 - Presente)

Uma das séries mais antigas da TV mundial chegou até aqui com muito prestígio e, ao mesmo tempo, muita confusão nos bastidores. O elenco foi mudando ao longo das 16 temporadas exibidas por conta de brigas entre atores, produtores e roteiristas. Não por acaso foram escritas diversas mortes da trama criada por Shonda Rhimes.

Em 2008, Izzie Stevens deixou a produção por conta de uma reclamação pública.

“Não sinto que tenha tido nesta temporada um papel relevante para justificar uma indicação ao Emmy e, em um esforço para manter a integridade da Academia, retiro meu nome”, disse Izzie, que venceu o Emmy como Melhor Atriz Coadjuvante em 2007, ao David Latterman.

Antes disso, em 2006, Isaiah Washington brigou com Patrick Dempsey discutiram e sobrou para T.R Knight, que foi provocado de forma pejorativa por conta da sua homossexualidade, de acordo com tabloides americanos. Shonda Rhimes desligou o ator da série e, na época, a confusão fez a alegria da imprensa.

Two and a Half Men (2003 - 2015)

Charlie Sheen vivia seu melhor momento na carreira, só que sua personalidade forte provocou grande confusão nos bastidores da série. O ator foi discutiu com diretores, roteiristas, com colegas de elenco e faltava as gravações por conta das noites agitadas com drogas.

Quando foi demitido em 2011, deu uma entrevista ao canal E!,  acusando ao Jon Cryer, seu companheiro de trabalho, de ter lhe traído, sendo responsável pelo seu  desligamento.

"Ele é um traidor, um canalha, um vira-casac. Ou você está comigo ou está com eles. Eu sei com que ele está", disse Sheen.

Cryer negou as acusações e disse que estava apenas preocupado com a saúde do ator, explicando também como o convívio no set de gravações não era dos melhores.

Sex and the City (1998 - 2004)

Considerada uma das séries mais importantes da TV, principalmente pela falta de espaço de produções dramatúrgicas focada no público feminino que não tivesse uma pegada adolescente. Exibida entre 1998 e 2004, Sarah Jessica Parker e Kim Cattrall se estranharam por conta de salário.

Sarah recebia um alto salário, enquanto Kim ficava bem abaixo do que a metade da colega de elenco, segundo revistas americanas. Parker assumiu recentemente que o clima não era dos melhores nas gravações e ficou ainda pior quando o tema de pagamento entrou em pauta.

Em entrevista ao Daily Mail UK, no ano de 2017, Kim Cattrall afirmou: “Faz mais de um ano que eu disse não para Sex and the City 3. Não fiz exigência nenhuma, apenas não queria fazer outro filme. E é aí que entram as pessoas envolvidas na produção, especialmente Sarah Jessica Parker. Eu acho que ela poderia ter sido mais legal. Um ano depois, disse que fiz exigências malucas e por isso o filme não ia acontecer? Qual é o problema dela? Eu realmente nunca a entendi. Eu nunca pedi por mais dinheiro ou por apoio em outros projetos. Eu sempre disse um firme, claro e respeitoso não quando me ofereceram o terceiro filme”.

Gilmore Girls (2000 - 2007)

Lauren Graham e Scott Patterson fizeram muitos fãs da série suspirarem pelo casal que formavam, mas os atores não se gostavam e não faziam questão de esconder essa antipatia.

Quando foi feito o revival em 2016, o ator deu uma entrevista pública afirmando que não gostou de voltar a fazer o personagem, principalmente pela situação criada pelos roteiristas. Apesar disso, ele gravou o retorno da série na Netflix e seu personagem terminou junto com de Lauren.

Lost (2004 - 2007)

Dominic Monaghan não escondeu o jogo e revelou que uma das principais séries da TV mundial também teve brigas, apesar de não revelar como ocorreram essas confusões. As discussões no elenco o fizeram ficar deprimido, pois ele achava difícil quando outro ator usava sua influência para provocar os outros.

“É duro fazer uma cena com vários outros atores. Uma hora alguém se atrasa. Outra hora alguém resolve fazer gracinhas. Outra ainda alguém começa a implicar com os outros”, contou o artista,  para a revista Newsweek, em 2012.

Friends (1994 - 2004)

O elenco de Friends é considerado um dos mais unidos da história da TV americana, entretanto, ao longo da década de 1990 e início dos anos de 2000, algumas confusões tomaram conta dos bastidores, como o vício de Matthew Perry.

“Eu estava em Friends de 24 a 34 anos. Eu estava na chama branca da fama. Nós seis estávamos em todos os lugares o tempo todo. Do ponto de vista de um estranho, parece que eu tinha tudo. Matthew Perry.cara de festa maciço. Eu não ficava curtindo em festas", disse Matthew Perry, em 2013, em entrevista à revista People.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!