É da HBO

“Pico da Neblina”: com Fernando Meirelles, série mostra São Paulo com maconha legal

Produção estreia no mês que vem

“Pico da Neblina”: com Fernando Meirelles, série mostra São Paulo com maconha legal
Em "Pico da Neblina" três protagonistas lidarão com a liberação da maconha em São Paulo.

Publicado em 13/07/2019 às 18:15:42

Por: Naian Lucas

A próxima produção nacional com selo HBO, “Pico da Neblina”, que mostra uma São Paulo distópica, onde a maconha foi legalizada, já tem data de estreia. A produção vai ao ar no dia 04 de agosto, um domingo, às 21h, horário nobre do canal.

A nova série brasileira original HBO tem entre seus principais nomes envolvidos no projeto, o cineasta Fernando Meirelles, responsável pelo filme “Cidade de Deus” (2002), longa que o levou a ser indicado ao Oscar e ao Globo de Ouro na categoria diretor.

“Pico da Neblina” irá acompanhar a vida de três protagonistas que terão uma mudança de vida a partir do momento em que a maconha passa a ser legalizada na cidade de São Paulo. Diante disso, cada um terá que fazer uma escolha para dar novos rumos à sua vida.

A começar por Biriba (Luis Navarro), um traficante muito jovem que decide mudar de vida e abandonar a vida de crime, passando a investir na comercialização legal da maconha. Essa mudança se dará graças a seu novo amigo e investidor Vini (Daniel Furlan).

O problema é que o passado de Biribi não o abandonará e seguirá batendo a porta por meio de Salim (Henrique Santana), que segue envolvido no mundo do crime e não aceitará as mudanças do antigo companheiro de tráfico.

Além disso, o novo negócio mostrará que há uma série de armadilhas e cuidados que precisam ser tomados e que a simples legalização do produto não vai resolver todos os problemas da comercialização da droga.

Não houve confirmação do número de episódios da produção que é uma criação de Quico Meirelles, filho de Fernando.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!