Exclusivo

Censura da Globo? Por que Além da Ilusão não exibiu beijo gay

Público se revoltou com a cena, mas não houve intervenção


Cena de Além da Ilusão
Não houve censura em Além da Ilusão - Foto: Reprodução/Globoplay

A sequência exibida na última terça-feira (14) na novela Além da Ilusão, em que Plínio (Nikolas Antunes) finalmente se declara para Leopoldo (Michel Blois) causou revolta em parte dos telespectadores na web. No momento em que o novo casal iria se beijar, a sequência foi cortada e Arminda (Caroline Dallarosa) fez piadinha dizendo que o horário não permite. Na visão dos críticos, a Globo teria censurado a cena romântica por ser um beijo gay, mas não foi nada disso que aconteceu.

O NaTelinha apurou que não houve censura simplesmente porque não houve beijo escrito na cena. Embora Além da Ilusão trate de temas considerados progressistas, a visão da produção sempre deixou claro o conservadorismo do Brasil dos anos 40 para fazer um paralelo com o momento em que o país vive atualmente. A sinopse de Alessandra Poggi, autora da trama, já previa isso quando ela entregou o documento para a Globo e que foi aprovada com louvor, ainda pela direção antiga de dramaturgia, sob o comando de Silvio de Abreu.

A reportagem conversou com três pessoas da produção da novela, uma delas que esteve diretamente envolvida na gravação da sequência que gerou burburinho na web e ela confirmou que não havia nenhuma descrição de beijo no roteiro. Outro membro da produção recebeu o roteiro do capítulo cru, ou seja, ainda antes de ser revisado, o chamado "Vale este", na linguagem de dramaturgos e ele confirmou que Poggi não escreveu beijo gay para o casal. O terceiro ouvido pelo NaTelinha faz parte da direção de dramaturgia e garante que não houve qualquer intervenção de José Luiz Villamarim sobre o tema.

Para as pessoas envolvidas na novela, o objetivo da cena era justamente causar o choque do público. Quando Arminda diz "o horário não permite", explicando o motivo de não ser exibido o beijo, embora ficasse clara que o casal teria se beijado, a intenção era provocar o telespectador, segundo uma pessoa envolvida na produção. Na visão da direção da novela e também do elenco, Poggi quis mostrar como o Brasil dos anos 40 era conservador, exatamente como é agora. Nos bastidores da novela, no entanto, entende-se que a decisão teve efeito contrário, já que a parcela progressista do público enxergou a atitude como uma censura prévia, não como uma crítica ao país.

Vai ter beijo gay em Além da Ilusão

imagem-texto

O NaTelinha questionou membros da produção de Além da Ilusão para verificar se haverá beijo gay na novela e ninguém confirmou, mas também não houve negativa. Todos concordaram, no entanto, que isso será uma decisão de Alessandra Poggi e de que não haverá interferência da direção de dramaturgia. A reportagem conversou com autores e todos foram unânimes ao informar que a gestão de José Luiz Villamarim não deu qualquer instrução sobre aprovação prévia para beijos gays, o que deu a entender que eles estão liberados.

Para os novelistas da Globo, Villamarim e o próprio Waddington tem uma visão muito mais progressista desses temas que os antecessores, por isso não existe risco de censura prévia. Alessandra Poggi, no entanto, divulgou em seu Instagram que já terminou de escrever todos os capítulos da novela, mas não fez qualquer menção sobre a sequência.

O NaTelinha procurou a Globo e a autora Alessandra Poggi, mas não houve resposta. Se alguma delas responder, a nota será atualizada.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias