Exclusivo

Elizângela é cotada para novela, mas recebe ultimato da Globo: sem vacina, sem trabalho

Atriz pode ficar de fora de Travessia, substituta de Pantanal às 21h


Elizângela em cena na novela A Força do Querer, exibida pela Globo em 2017
Em Travessia, Elizângela repetiria parceria com a autora Glória Perez, com quem fez A Força do Querer (2017) - Foto: Divulgação/Globo

Cotada para a próxima novela das 21h, Elizângela pode ficar sem o trabalho. A atriz de 67 anos recebeu um ultimato da Globo: ela só integra o elenco de Travessia, da autora Glória Perez, se tomar a vacina contra a Covid-19. A decisão cabe à veterana, que não comprovou ter sido imunizada e já fez companha, nas redes sociais, contra a vacinação.

O NaTelinha apurou que Gloria Perez pediu Elizângela no elenco de Travessia, trama que a autora escreve para o horário nobre da Globo e substitui Pantanal no segundo semestre de 2022. Seria a repetição da antiga parceria entre elas, que já trabalharam juntas em A Força do Querer (2017), O Clone (2001), entre outras novelas.

Acontece que Elizângela não apresentou o passaporte de vacina e já declarou publicamente que não vai tomar as doses contra o coronavírus. Já a Globo, que tem fechado o cerco contra os negacionistas, avisou que se ela não estiver vacinada, será vetada da trama. Está nas mãos dela. O último trabalho da atriz na emissora foi em A Dona do Pedaço (2019).

Em live, Elizângela disse que recusou vacina contra Covid-19 por não ser “cobaia”

Elizângela é cotada para novela, mas recebe ultimato da Globo: sem vacina, sem trabalho

Em fevereiro, a atriz participou de uma live com o ator e jornalista Thony Di Carlo e criticou a vacinação contra a Covid-19. "Não [tomei], não posso e não quero. Não é vacina, é experimento. Já tá mais do que declarado, pelo próprio criador da vacina, que é realmente um experimento. Eu não sou cobaia", disparou, em transmissão ao vivo no Instagram.

Na ocasião, ela negou que tenha sido internada no início do ano por conta de complicações causadas pelo coronavírus. "Na verdade eu estou me recuperando de uma pneumonia, simplesmente", garantiu, contando ainda que o médico optou por mantê-la na unidade hospitalar porque sua oxigenação estava baixa e queriam acompanhá-la de perto.

Ao contrário das declarações da atriz, que também já chegou a comparar a vacinação forçada ao estupro, a OMS (Organização Mundial da Saúde) garante a efetividade da imunização contra a Covid-19. Somente vacinas que se mostraram seguras e eficazes para prevenir a doença foram aprovadas.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias