Reportar erro
Proibição

Terceiro maior Ibope do século, por que Uga Uga nunca foi reprisada na Globo?

Trama de Carlos Lombardi enfrentou problemas judiciais sérios

Tatuapu, de Uga Uga, posa para foto
Uga Uga nunca foi reprisada por culpa de juiz - Foto: Divulgação/Globo
Daniel César

Publicado em 12/11/2021 às 06:39:00,
atualizado em 12/11/2021 às 13:59:49

Escrita por Carlos Lombardi, em 2001 chegava ao fim um fenômeno de audiência, o terceiro melhor Ibope do século ainda hoje na faixa das 19h, Uga Uga. Mesmo tendo arrebatado fãs pelo país e encerrado sua trajetória com incríveis 37,8 pontos de média na audiência, a trama protagonizada por Claudio Heinrich e Vivianne Pasmanter, no entanto, jamais foi reprisada. O NaTelinha procurou entender o motivo da produção jamais ter entrado no radar do Vale a Pena Ver de Novo ou do Viva e descobriu: por muito tempo, houve uma espécie de proibição judicial.

A novela de Lombardi - então considerado o principal expoente da faixa das 19h da Globo - entrou no ar em 2000, mesmo ano de Laços de Família, de Manoel Carlos e que ia ao ar às 20h. As duas sofreram com o mesmo problema: Siro Darlam. O juiz ganhou fama nacional ao proibir crianças de trabalharem na produção de Maneco e tentar impedir a novela de ser exibida antes das 21h, criando uma guerra contra a emissora carioca, que o acusava de censura.

O que foi pouco divulgado, no entanto, é que Uga Uga sofreu do mesmo problema. Em agosto de 2000, a Justiça enviou um documento à Globo proibindo que crianças fossem exibidas dentro da novela das 19h e o autor foi avisado. "Embora houvesse menores, praticamente não haviam crianças na minha novela, então isso não foi um problema", lembra Lombardi em entrevista exclusiva ao NaTelinha.

Diante disso, a trama foi levada até o final, em janeiro do ano seguinte, sem maiores percalços, enquanto a trama seguinte, das 20h, sofria para conseguir terminar e chegou a correr o risco de ser impedida de ir ao ar, tendo que afastar crianças das gravações. Mas o problema é o que veio após a exibição das novelas. Uga Uga foi reclassificada, graças a Siro Darlam e perdeu o selo Livre, podendo ser exibida apenas para maiores de 14 anos. Diante disso, se tornou completamente inviável exibir a trama no Vale a Pena Ver de Novo.

Uga Uga, um fenômeno

Terceiro maior Ibope do século, por que Uga Uga nunca foi reprisada na Globo?

A novela do índio Tatuapu, que lembra a história de Tarzan, foi um sucesso de audiência e de aceitação do público à época em que estava no ar. Embora, com o tempo, Kubanakan (2003), tenha ficado por mais tempo no imaginário popular e virado uma produção cult, foi a primeira quem fez sucesso arrebatador. Até hoje, a novela ostenta posição de honra no ranking dos maiores Ibopes da faixa no século XXI, atrás apenas de Da Cor do Pecado (2004) e de Cobras e Lagartos (2006).

Mas nem o sucesso foi suficiente para impedir Siro Darlam de olhar para a novela e mirar seu arsenal a fim de tentar tirá-la do ar. Tanto que acabou a impedindo de ser reprisada nos anos seguintes por conta da nova Classificação Indicativa. Internamente na Globo todos concordam que, não fosse isso, a novela teria ido ao ar no Vale a Pena Ver de Novo nos anos seguintes, provavelmente antes de 2005.

A Classificação Indicativa, no entanto, caiu apenas em 2016, após julgamento do STF e, a partir daí, Uga Uga era considerada 'velha' para o Vale a Pena Ver de Novo. As únicas tramas do período que foram exibidas com tanto tempo de distância foram da faixa das 21h, uma delas, inclusive, Laços de Família. Agora, com a chegada das tramas do século XXI no Viva, o público vem pedindo a volta da produção e há também quem espere que ela seja colocada no catálogo do Globoplay. Porém, até o momento não houve confirmação de um possível retorno de Uga Uga.




Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias