Reportar erro
Declínio

Pega Pega derruba 15% de audiência da Globo e acende sinal de alerta

Globo optou por Pega Pega em edição especial, e números não são positivos

Elenco de Pega Pega
A história do roubo que virou roubada... para a Globo - Foto: Divulgação/TV Globo
Thiago Forato

Publicado em 31/07/2021 às 08:09:00,
atualizado em 31/07/2021 às 08:41:14

No ar há duas semanas, Pega Pega (2017) derrubou a audiência da Globo na faixa das 19h30. Nos 10 primeiros capítulos apresentados, a trama escrita por Claudia Souto anotou 22,7 pontos de média, uma queda de 15% se formos comparar com o mesmo número de capítulos de Totalmente Demais (2015-16), primeira edição especial no horário desde o início da pandemia do novo coronavírus (Covid-19), que fez 26,7 pontos na Grande São Paulo.

Caso a comparação seja com os 10 primeiros capítulos da reapresentação de Salve-se Quem Puder, que teve um intervalo de pouco mais de um ano quando voltou para contar sua história desde o começo, a queda de Pega Pega é de 10% em relação ao folhetim escrito por Daniel Ortiz, que anotou 25,2 pontos.

Outra reprise que a Globo apostou no horário das 19h30 foi Haja Coração (2016). Substituindo Totalmente Demais, que conseguiu 26,1 pontos médios na sua reapresentação, um decréscimo de 13% comparado aos 22,7 da atual reprise da emissora carioca.

Apesar da audiência satisfatória na primeira exibição há quatro anos (28,8 pontos), Pega Pega foi uma trama que não repercutiu e foi criticada. A escolha da Globo em reprisá-la surpreendeu o público, que tinha outros títulos mais interessantes à disposição. Sua queda preocupa, não por perder a liderança, mas por passar o bastão para a sucessora em um patamar que a Globo não está acostumada.

Pega Pega deve fechar reprises às 19h30

A princípio, uma reprise não estava nos planos da Globo depois de Salve-se Quem Puder. Prova disso é que a emissora vinha alardeando chamadas em março o seu cronograma de novelas até o final de 2021. Nela, havia promessa de exibir Quanto Mais Vida Melhor em julho, mas com o agravamento da pandemia, optou-se por adiá-la mais uma vez.

A trama conta o amor de Luíza (Camila Queiroz) e Eric (Mateus Solano), que fica estremecido por conta da compra do hotel Carioca Palace, que é de Pedrinho Guimarães (Marcos Caruso), avô da protagonista. Mas um crime muda a vida de todos e serve como fio condutor da produção.

Malagueta (Marcelo Serrado), Júlio (Thiago Martins), Sandra Helena (Nanda Costa) e Agnaldo (João Baldasserini) são responsáveis por roubar 40 milhões de dólares do cofre do hotel em pleno baile de gala de Luíza. A policial Antônia (Vanessa Giácomo) é quem precisa desvendar todo o mistério.

Mais Notícias