Reportar erro
Desabafo

Marcos Caruso diz que Pedrinho de Pega Pega representa povo brasileiro: "Roubados em tudo"

Marcos Caruso fez comparação durante coletiva da novela, que será reprisada na Globo a partir do dia 19

O ator Marcos Caruso de óculos de grau e com as mãos cruzadas em cena da novela Pega Pega
Marcos Caruso interpretou Pedrinho, o bon vivant dono do Carioca Palace em Pega Pega - Reprodução Globo
Marcela Ribeiro

Publicado em 14/07/2021 às 04:31:00

Marcos Caruso interpretou Pedrinho Guimarães, o bon vivant dono do Carioca Palace, em Pega Pega, exibida pela primeira vez na Globo em 2017 e que será reprisada a partir de segunda-feira (19) após Salve-se Quem Puder. O ator se reuniu com parte do elenco da novela de Claudia Souto na tarde dessa terça (13) e falou sobre como seu personagem estaria no Brasil atual. Em um longo desabafo, Caruso protestou.

"O Pedrinho talvez hoje represente todo o povo brasileiro, é o cara que foi roubado, nós fomos roubados em tudo, fomos afanados. O Pedrinho era um bom vivant, que vivia no presente, sem pensar no futuro, e continuou vivendo achando que estava tudo bem, depois ele tem uma mudança. É o que não podemos fazer hoje", disse ele.

Marcos Caruso diz que povo tem que se revoltar

Marcos Caruso diz que Pedrinho de Pega Pega representa povo brasileiro: \"Roubados em tudo\"

O artista continuou falando que ao sermos roubados na nossa dignidade, "como somos hoje", não podemos achar que está tudo bem como fez Pedrinho na novela. "Temos que nos revoltar. Pedrinho, não sei se ele se revoltaria, mas ele é o exemplo do que não deve ser. Ninguém deve continuar achando que está tudo bem. Ele é um exemplo de como agir e não reagir diante de um assalto".

Diretor: "Ética é uma situação particular"

O diretor Luiz Henrique Rios destacou que apesar de os personagens terem falhas, são humanizados, por isso o público tenha talvez tido empatia.

"As pessoas nem sempre acertam e esse lugar de escolher só o certo ou só o errado nem sempre é possível. A gente pode amar pessoas que fazem escolhas erradas. Acho que essa novela é absolutamente atual".

Luiz falou ainda sobre o sucesso do quarteto de ladrões formado por Malagueta (Marcelo Serrado), Júlio (Thiago Martins), Sandra Helena (Nanda Costa) e Agnaldo (João Baldasserini), que caiu no gosto do público.

"Ética é uma situação particular. Todos nós escolhemos todo dia o que é bom ou é ruim, esse assunto é eterno. O que resulta cada escolhas que a gente faz. O Pedrinho é um personagem maravilhoso, mas fez escolhas, vendeu um negócio sem consultar ninguém, quase perde a neta, ao mesmo tempo. Os ladrões eram pessoas normais, que por ambição fazer uma besteira. Essa conversa de certo e errado vai ser para sempre".



Mais Notícias