Decisão difícil

Éramos Seis: Clotilde descobre grande segredo de Durvalina e toma decisão sobre o filho

Solteirona faz próprio parto e entrega bebê para a irmã criar


Simone Spoladore
Clotilde descobre segredo de Durvalina em Éramos Seis/TV Globo

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, Clotilde (Simone Spoladore) decide o que fazer o filho que espera de Almeida (Ricardo Pereira). A irmã de Lola (Gloria Pires) tem mantido a gravidez em segredo e por pouco não fez um aborto.

Durvalina (Virgínia Rosa) é a única que sabe sobre o estado da solteirona e tem servido de conselheira para a moça. Tentando convencê-la a pedir ajuda para a doceira, a funcionária de Afonso (Cássio Gabus Mendes) irá abrir seu coração.

A dura conversa e cheia de revelações irá tocar o coração de Clotilde e a tia de Alfredo (Nicolas Prattes) finalmente toma uma decisão sobre o destino desta criança que está prestes a nascer. Confira!

Durvalina choca Clotilde com segredo do passado

Éramos Seis: Clotilde descobre segredo de Durvalina e decide futuro do filho

Em Éramos Seis, Durvalina é a única pessoa que sabe sobre a gravidez de Clotilde. Por isso, a cozinheira tem feito de tudo para ajudar a solteirona que se sente perdida desde o que lhe aconteceu. Os meses se passaram e a irmã de Lola vem escondendo seu estado da família disfarçando a barriga com tecidos e faixas. Prestes a dar à luz, a moça parece estar decidida a entregar o filho para adoção, mas será confrontada pela amiga.

Para a doméstica a moça deve buscar o apoio de Lola. Então, em uma última cartada, a cozinheira abre o coração e revela seu maior segredo na esperança de fazer a solteirona mudar de ideia.

“Não abra mão dessa criança senão vai se arrepender. Filho nos mantém de pé. Não vê dona Lola, erguendo-se todos os dias pelos três, apesar da morte do Carlos [Danilo Mesquita]?”, questiona Durvalina.

“Fala como se tivesse filhos, não tem. Como sabe? Como pode dizer o que não sabe?”, indaga Clotilde minutos antes de descobrir o maior segredo da funcionária de Afonso.

“Vou lhe contar uma história, é um segredo meu. Eu… tive um bebê tempos atrás, amei um homem ruim, e fui abandonada, desamparada”, confessa com os olhos marejados.

“Botei eu mesma o bebê na roda no orfanato. O mundo é difícil e mais cruel para mim, Clotilde… Quando vim trabalhar na dona Lola foi logo depois, os filhos dela se tornaram meus… Mas a tristeza continuava…”, relata a cozinheira.

“Um dia dona Lola me viu chorando e eu contei. Ela mesma foi comigo tentar resgatar o bebê de volta, disse que íamos criar juntas, então fomos lá… Já era tarde, tinha sido adotado”, lamenta a doméstica.

Emocionada, Clotilde pergunta para a amiga como ela conseguiu guardar este segredo por tanto tempo e se surpreende com a reação de Durvalina. “Adianta falar? Me consolou a freira dizer que ele foi pra uma boa família. Que estava bem”, dirá.

“Mas sempre me arrependi, só que para mim não tinha outro jeito. Desamparada como fiquei. Lamento minha sina. Que se tivesse encontrado dona Lola antes ela me acolheria… Então é o que te digo, não aja por vergonha. Eu agi por falta de opção, mas você tem, tem sim”, pontua a empregada. A cena vai ao ar nos próximos capítulos.

Clotilde tem filho na estrada e o entrega para a irmã

Éramos Seis: Clotilde descobre segredo de Durvalina e decide futuro do filho

Nos próximos capítulos de Éramos Seis, o segredo de Durvalina ajudou Clotilde a tomar uma decisão sobre seu filho. Primeiro, a solteirona procura Lola e conta toda a verdade para a Irmã. Apesar de ter acabado de enterrar um filho, a doceira se oferece para ajudá-la a criar o sobrinho. “Não se deixe assombrar por seus fantasmas. Até Olga se encantará pelo sobrinho. Somos sua família. Andamos juntas”, alega Lola.

“Família… Vendo você falar, percebo que tinha a solução diante dos meus olhos, e nunca quis enxergar, mas está claro agora. O que sempre achei certo fazer. Essa criança merece ter pai e mãe. Um nome completo na certidão”, dirá Clotilde.

“Mas não vou abandoná-la… Vou entregar meu filho para Zeca e Olga. Ele terá um pai e uma mãe na certidão, não passará vergonha na escola, e viverá como manda o figurino, o estado, a igreja. É a solução perfeita”, revela a moça. A mãe de Alfredo ainda tenta convencer Clotilde a continuar em São Paulo para que as duas cuidem do bebê, mas a costureira acha melhor que o filho fique longe do vendedor de tecidos.

Então, ela avisa sobre seu retorno para que a irmã e cunhado a busquem na estação de trem e segue viagem. No meio do caminho, a moça começa a sentir as dores do parto e se desespera.

Clotilde aproveita a penúltima parada antes de chegar a Itapetininga para saltar e ir até o banheiro. As fortes contrações a impedem de pedir por socorro. Então, ela mesma fará seu parto e cortará o cordão com uma tesoura de costura.

Enquanto isso, Olga e Zeca (Eduardo Sterblitch) ficam desesperados com seu sumiço. O casal pergunta ao bilheteiro que afirma ter visto uma moça descer do trem uma estação antes do término da viagem.

Então, eles vão à procura da solteirona e a encontram no chão do banheiro público com um bebê no colo ainda sujo de sangue. A moça será levada até a parteira da cidade que lhe ajuda e promete manter segredo.

Quando já estiver recomposta, a irmã de Olga implora para que ela fique com a criança. Emocionado, Zeca promete criar o menino como seu caçula segue dali mesmo para o cartório. A cena vai ao ar no capítulo do dia 11 de fevereiro.

 

Mais Notícias