Perseguição

Topíssima: Edison corre risco de morrer na prisão

Mais uma morte pode marcar a continuidade da novela

Topíssima: Edison corre risco de morrer na prisão
Edilson ficará marcado para morrer em Topíssima. Foto: Divulgação

Publicado em 02/12/2019 às 21:15:02 ,
atualizado em 02/12/2019 às 21:20:10

Por: Daniel César

Edilson (Bruno Guedes) pode estar com os dias contados em Topíssima. Na novela da Record, escrita por Cristianne Fridman, o vilão ficará marcado para morrer após a prisão de Pedro (Felipe Cardoso) e não tiver mais como defendê-lo na cadeia.

Tudo acontecerá em cenas previstas para irem ao ar na próxima terça-feira (03), após a prisão do policial corrupto, Edilson saberá que sua proteção acabou a partir daquele momento porque Pedro fará companhia a todos atrás das grades e que isso o coloca em perigo.

E ele estará certo, já que automaticamente ele passará a sofrer perseguição de outros presos. Tudo porque, todos sabem que Paulo Roberto (Floriano Peixoto) está preso e que Taylor (Emílio Orciollo Netto)  morreu. Diante disso, ele tem consciência do perigo que passou a correr.

Os presos não terão piedade ao vê-lo apavorado e começarão a ameaçá-lo de morte, o que fará com que o jovem passará a ficar apavorado. O desespero será tão grande a tal ponto de Edilson entrar em contato desesperado com Vitor (Vitor Novello).

Edilson corre risco em Topíssima

Mesmo conversando com Vitor e tentando convencer o advogado a ajudá-lo, Edilson continuará apavorado com a sua situação no presídio. Ele tentará buscar proteção de André (Sidney Sampaio) sem saber se conseguirá algum resultado favorável.

No meio tempo, a única coisa que Edilson saberá é que ele está marcado para morrer e terá que correr contra o tempo para continuar vivo em Topíssima.



Melhores do Ano NaTelinha 2019: Vote e eleja os destaques do ano na televisão!


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!