Reportar erro
Memórias da Telinha

Há 10 anos, SBT ressuscitou o "Aqui Agora", que durou um mês no ar

"Aqui Agora" foi um fiasco em seu retorno no ano de 2008

aquiagora2008_a5d94db891b2ddbaea6431e75bd172070bc15c2b.jpeg
Luiz Bacci, Joyce Ribeiro, Herberth de Souza e Christina Rocha, os apresentadores da versão 2008 do "Aqui Agora"
Thiago Forato

Publicado em 03/03/2018 às 08:15:48

Há exatamente 10 anos, em 3 de março de 2008, o SBT tentava fazer a audiência subir com a volta do "Aqui Agora", jornalístico que explorava o tão falado mundo cão na época, sendo precursor de outros do mesmo gênero, como o "Cidade Alerta", "Brasil Urgente" e "Repórter Cidadão".

No segundo semestre de 2007, José Luiz Datena foi pelo menos duas vezes à casa de Silvio Santos para negociar sua ida ao SBT. Datena sabia dos planos para trazer novamente seu "Aqui Agora" e nunca escondeu seu sonho de tê-lo no casting.

Para tirar Datena da Band, Silvio teria que desembolsar uma quantia astronômica, que nunca fora divulgada, aliás, mas que certamente beirava o impagável.

Dito isso, o ano de 2008 chegou e o dono do SBT começou a realizar programas pilotos. César Filho, Analice Nicolau e Afanasio Jazadi estiveram em alguns deles.

O saudoso Marcelo Rezende e Luciano Faccioli chegaram a ser cogitados, mas no final das contas, o "Aqui Agora" começou com Luiz Bacci, Christina Rocha, Joyce Ribeiro e Herberth de Souza.

Há 10 anos, SBT ressuscitou o \"Aqui Agora\", que durou um mês no ar

A meta, segundo o diretor Albino Castro, era chegar aos 20 pontos de audiência a longo prazo. Silvio Santos queria pelo menos 8 para alavancar o horário nobre.

O programa começou na casa dos 4 pontos e logo nos primeiros dias, a pressão começou a surgir. Silvio queria resultados imediatos. Para ontem. O jornal era caro, tinha 14 repórteres na equipe, e não se pagava.

No dia 20 de março daquele ano, Herberth de Souza foi demitido depois de socar o rosto de um colega de trabalho, o produtor Renato Coimbra.

Sem notícia e sem Ibope

Criticado por levar "casos velhos" e defasadas, o remake do "Aqui Agora" nunca decolou no Ibope. Mais do que isso, afundou o horário do SBT.

No dia 11 de abril, uma sexta-feira, o jornalístico já não foi levado ao ar. Em seu lugar, pasmem: Silvio Santos recorreu a uma atração nada inédita: "Chaves", além de "Eu, a Patroa e as Crianças" e "As Visões da Raven", cujos contratos não foram renovados em 2015.

Com o fim do telejornal, foram demitidos cerca de 40 jornalistas.

Em 2013, o "Aqui Agora" ensaiou uma volta, mas o título do jornalístico acabou sendo o "SBT Notícias" com Neila Medeiros, que também não durou muito tempo no ar.

TAGS: