Reportar erro
Exclusivo

Executivo do SBT NE festeja acordo para a Copa do Nordeste: "Não existe grupo tão organizado como a gente"

SBT Nordeste transmitirá a competição em toda a região a partir de janeiro

copadonordeste-logo_62617eedeea8c73ab578ea902f0f6bd229764587.jpeg
Divulgação
Sandro Nascimento

Publicado em 09/11/2017 às 09:39:21

Após três meses de negociações com o Esporte Interativo, detentor dos direitos exclusivos da Copa do Nordeste em todas as plataformas, a principal competição de futebol da região será transmitida a partir de janeiro pelas afiliadas do SBT, que unidas formam o SBT Nordeste.

"Não existe grupo no Nordeste tão organizado como a gente. A nossa integração, a nossa união, de todas as emissoras do Nordeste para você poder falar com todas ao mesmo tempo, eu acho que isso foi um ponto, a força do SBT Nordeste. Outro fator importante é que muitas dessas emissoras não são só televisão", explica o executivo Vladimir Melo, presidente do comitê SBT Nordeste e diretor da TV Jornal/Recife, em entrevista exclusiva ao NaTelinha.

Apesar de ter quebrado o monopólio da Globo na transmissão esportiva, Vladimir revela que o sentimento maior entre os diretores e funcionários das emissoras que compõem o SBT Nordeste é de comemorar a oportunidade de fazer futebol. "Eu vou ser muito honesto, em momento algum eu pensei: 'estou vencendo a Globo'. O que fiquei foi: 'vamos voltar a fazer futebol depois de mais de uma década'. Claro que de vez em quando pensamos: 'ganhamos a concorrência'. A Record também estava na jogada, fiquei sabendo nos últimos 15 dias, a principio eu não sabia. Há evidentemente o sentimento da vitória", conta o executivo.

O SBT Nordeste é composta pelos seguintes canais: TV Aratu (Bahia), TV Ponta Verde (Alagoas), TV Jornal Caruaru e TV Jornal Recife (PE), TV Tambaú (João Pessoa), TV Borborema (Campina Grande), TV Ponta Negra (Rio Grande do Norte), TV Jangadeiro (Ceará), TV Cidade Verde (Piauí) e TV Difusora (Maranhão).

Confira a entrevista completa:

Executivo do SBT NE festeja acordo para a Copa do Nordeste: \"Não existe grupo tão organizado como a gente\"

Qual foi o elemento oferecido pelo SBT Nortdeste que mais influenciou na hora de ganhar a concorrência da Copa Nordeste de 2018?

Vladimir Melo - Não existe grupo no Nordeste tão organizado como a gente. A nossa integração, a nossa união, de todas as emissoras do Nordeste para você poder falar com todas ao mesmo tempo, eu acho que isso foi um ponto, a força do SBT Nordeste. Outro fator importante é que muitas dessas emissoras não são só televisão. Aqui (TV Jornal de Recife) eu tenho o maior jornal do Nordeste, em carteira de assinantes, a rádio é a única de Pernambuco que adquiriu os direitos da Copa da Rússia, nós temos o maior portal do Norte-Nordeste, com mais de 40 milhões de acessos, então não somos só televisão.

O Esporte Interativo sabia que todo o sistema do Jornal do Commercio iria apoiar sob forma de conteúdo e na divulgação. Então, a visibilidade para o evento se torna muito maior. Como Recife, existem outras praças. Em Salvador tem outdoor a TV de lá, em Fortaleza tem uma empresa de mídia exterior e rádio, ou seja, cada um tem sua particularidade que transcende a televisão. Isso pra mim foi o ponto principal.

Vai dar uma visibilidade ao torneio que ele nunca teve. O torneio até então, ele só tinha transmissão nos três principais estados do Nordeste que era Ceará, Pernambuco e Bahia e agora será em toda região, exceto Sergipe que não tem afiliada do SBT. Então assim, a cobertura fica maior, vamos falar de Maranhão a Bahia.

Como serão os horários dos jogos com a rede do SBT?

Vladimir Melo - A rede participou ativamente da negociação e nos apoiaram plenamente, o SBT foi fundamental. Não só na questão de liberar os horários que os jogos vão acontecer que não são locais, serão nacionais. Sábado será às 16h, no horário do Raul Gil, e às terças à noite, "Cine Espetacular". Além do horário, a rede foi fundamental na aproximação.

O Esporte Interativo já tinha um bom relacionamento com o SBT São Paulo, e eles nos abriram as portas, nos credenciaram, diria assim, e depois seguimos o caminho. Essa negociação durou em torno de três meses. Quem quebrou o gelo eu diria que foi o SBT São Paulo em uma reunião que tivemos lá e depois eu segui com a negociação. O Esporte Interativo sabia que por trás do SBT Nordeste, São Paulo estava apoiando. Isso foi muito importante pra gente.

Quebrar o monopólio da transmissão da Globo no futebol deve ter sido muito comemorado por vocês...

Vladimir Melo - Eu vou ser muito honesto, em momento algum eu pensei: "estou vencendo a Globo". O que fiquei foi: "vamos voltar a fazer futebol depois de mais de uma década". Claro que de vez em quando pensamos: "ganhamos a concorrência". A Record também estava na jogada, fiquei sabendo nos últimos 15 dias, a principio eu não sabia. Há evidentemente o sentimento da vitória, pelo que conversei com todos os diretores executivos da emissora e vi a euforia dos funcionários.

O sentimento maior é voltar a fazer futebol. Vamos voltar a investir, ninguém sabe dos valores porque pelo contrato não podemos dizer, mas as pessoas sabem que não é barato. Não é só adquirir os direitos, mas também fazer futebol. O custos de estrutura, engenharia e tecnologia, tudo isso é muito caro.

Vai ser uma transmissão única pra todas as afiliadas do SBT Nordeste?

Vladimir Melo - Vamos transmitir jogos na terça e no sábado, mas tem jogo quarta e quinta. Estamos esperando a tabela da CBF para saber sobre os jogos da terça e sábado. Aqui em Pernambuco, TV Jornal Recife e TV Jornal Caruaru, eu vou fazer uma transmissão minha em todos os jogos. Então eu vou ter repórter de campo, comentarista e vou ter narrador. Agora, tem emissora que não tem programa esportivo, não tem futebol, então pode usar a transmissão do Esporte Interativo.

Então em cada rodada as emissoras terão a opção de querer um link limpo e fazer tudo, ou seguir exatamente o que o Esporte Interativo vai fazer. A intenção e a minha orientação para as afiliadas é que cada uma faça a transmissão local. Eu não quero um cearense narrando um jogo daqui (Pernambuco). Como um cearense não vai querer um pernambucano narrando um jogo daqui. Eu convenci todo mundo que devemos ter uma campanha publicitário unificada, a mesma que sair aqui em Pernambuco pode sair lá no Maranhão. Toda a parte de vinheta, de jogo e de estruturação, tudo vai ser igual pra todo mundo. O local a gente vai dar na narração e nos comentários.

Fica mais barato também.

Vladimir Melo - Isso, além de ter esse ganho, é verdade.

Executivo do SBT NE festeja acordo para a Copa do Nordeste: \"Não existe grupo tão organizado como a gente\"

Como está sendo tratada a questão dos patrocinadores?

Vladimir Melo - Vai ter dois tipos de cota. Cota para aquele anunciante que vai querer para o Nordeste todo que é a cota integrada, que é a maior, e a cota local. Liberamos duas cotas para as emissoras venderem localmente e entregar o que bem entender ao patrocinador e a veiculação só será na praça dela e teremos quatro cotas regionais, ou seja, o cara fala com o Nordeste todo. Ou seja, seis cotas.

Ainda não tem nada fechado, mas já recebi contraproposta. Olha que tem poucos dias que fechamos o contrato. A aceitação do mercado foi fantástica. A Globo pelo que entendi, vendiam o futebol na Globo. Então, o cara não podia só comprar a Copa do Nordeste. Agora a gente tá trazendo a oportunidade do cara comprar especificamente a Copa do Nordeste. Ele não vai precisar comprar outras coisas que não queira.

O que isso representa para o SBT Nordeste?

Vladimir Melo - Representa a entrada num segmento que não tivemos que é o futebol, isso é importante, uma oportunidade nova comercialmente falando. Teoricamente é um leque de patrocinadores que você não teria nos outros produtos que a gente tem. Também é uma nova audiência, como a gente é exclusivo em TV aberta, além da gente buscar um público novo, vamos pegar público da concorrência. Se o cara quiser assistir a Copa do Nordeste ele terá que assistir no SBT, na TV Jornal, na TV Aratu e na TV Jangadeiro. Ou seja, um conteúdo novo e uma audiência nova.