Xuxa fala sobre declarações de Datena: "não me importo, meus advogados resolvem"

"Aceitem isso que dói menos. Eu não bati na minha filha. Ela é uma criança linda e educada", bradou

Reprodução/ Instagram

Publicado em 04/10/2017 às 17:40:21 , atualizado em 04/10/2017 às 19:33:45

Por: Diego Falcão

Xuxa Meneghel entrou ao vivo nas suas redes sociais nesta quarta-feira (4), para falar sobre a polêmica envolvendo o comentário feito no último sábado ao filho de Datena. Xuxa citou a Lei Menino Bernardo e respondeu por mais de uma hora questionamentos dos internautas a respeito da temática.

Xuxa não citou Joel Datena, mas em alguns momentos sobre a explanação de como deve-se criar uma criança, a apresentadora da Record TV deu indiretas ao comentário do jornalista, que afirmou ao vivo no "Brasil Urgente" que defende a punição física a uma criança de 10 anos que dirigiu o carro do pai e filmou a ação. 

"Falta de informação não pode. É ilegal. Não é Lei da Palmada. É Lei Menino Bernardo. É para todos. Proteger as crianças. Se você acha que educar é ser violento com seu filho, está enganado. A lei está ai para dizer isso a vocês", disse, a indireta.

"Vamos parar de dizer que eu tenho pacto com alguma coisa, porque se não eu não teria tudo isso. Isso está velho demais, tenho Deus no Coração sim.

Xuxa

No final da longa transmissão ao vivo, a loira rebateu os ataques sofridos por José Luiz Datena, que também a chamou de "imbecil" e "decadente" em entrevista ao NaTelinha: "Vocês querem me chamar de garota de programa, pedófila, querem me chamar de prostituta, chamem. A única coisa que digo. Tem uma lei chamada Menino Bernardo. Não me importo com isso. Meus advogados resolvem. Não se preocupem com isso. Eu trabalhei a minha vida toda para ter o que eu tenho. Aceitem isso que dói menos. Eu não bati na minha filha. Ela é uma criança linda e educada".


publicidade

Xuxa também falou sobre os boatos de que ela teria um pacto com o diabo.

"Se eu não tivesse o que tenho hoje, não poderia ser abençoada por Deus. Eu tenho Deus na minha vida. Vamos parar de que eu tenho pacto com alguma coisa, porque se não eu não teria tudo isso. Isso está velho demais, tenho Deus no Coração sim. E se você tem não use violência contra o filho de vocês", disse.

Veja outras frases de Xuxa ao longo da transmissão:

  -"Eu não uso droga";

- "Eu não apanhei e sou do bem";

- "Violência gera violência";

- "Minha mãe era ignorante";

- "Amar ao próximo como a si mesmo";

- "Estou cansada de ouvir essa história de atirei um pau no gato, vai bater num leão";

- "É ignorância", reforçando a questão de bater em criança";

- "Não fale em nome de Deus. A única linguagem que deus entende é amor. E não existe amor numa porrada".

- "Ninguém quer que ninguém mude de hoje para amanhã. A gente não está querendo que vocês sejam presos. A gente quer que vocês parem e pensem, que as coisas mudam, antigamente se podia comprar negro, hoje não pode. Hoje não pode dirigir sem cinto, embriagado, não pode dar palmada em criança...";

- "Há 40 anos atrás os professores podiam bater nos filhos. Hoje se fizer isso o cara é preso. As coisas mudaram. Vocês não querem, vocês não aceitam, sinto muito pelos filhos de vocês";

- "Espero que os netos de vocês não passem por isso. Isso é Lei Menino Bernardo";

- "Há 10 anos atrás eu fui a primeira a dizer 'Um tapa não é nada', é sim";

- "Fiquei chateada, fico chateada, é inadmissível o grau de informação que temos hoje em dia receber informações sobre isso. Em nome do amor e da educação. Eu te amo e bater... não faz isso.. faz outra coisa...";

- "100% das pessoas que estão em casa de reabilitação apanharam dos seus pais";

- "Isso é cultura, existe há anos. Está enraizado na gente. Está certo pronto e acabou. Vamos conversar e nos entender" (sobre brigar com o filho);

- "Apanhou, ligou, o Brasil está mudando. Vamos lá" (incentivando criança a denunciar caso esteja apanhando dos pais);

- "Você bateu numa criança, você é fora é um fora da lei"

Datena diz que Xuxa está numa "decadência absoluta" e por isso confundiu tudo: "decepção" 

Em um depoimento dado com exclusividade ao NaTelinha no último domingo (1º), Datena disse que já esperava esse tipo de declaração da loira, a quem chamou de "imbecil" e "decadente".

Mas fez questão de esclarecer que as críticas independem de gênero. O jornalista se disse um dos maiores defensores das mulheres brasileiras.

 "Eu não preciso muito defender o meu filho, porque ele teve a educação necessária para responder a ela com educação. E em nenhum momento eu defendo espancar pra você educar filhos. Meus filhos, quando apanharam, foram muito mais da mãe do que de mim. Eu nunca precisei erguer a mão aos meus filhos para dizer quais são os limites", disse Datena.

E bradou: "Essa moça, por estar numa decadência absoluta, confundiu as coisas. Agora, repito: eu nunca ataquei gênero, eu ataquei expressão. Por um acaso ela é imbecil de defender isso de gênero. Como eu já ataquei 98% de homens imbecis. É isso!".



LEIA MAIS

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!

publicidade