Gigante

Viacom e CBS concluem fusão e prometem investimento bilionário anual

Empresas se juntaram e querem liderar o setor

Viacom e CBS concluem fusão e prometem investimento bilionário anual
The Big Bang Theory é uma das séries que faz parte da nova empresa - Foto: Divulgação

Publicado em 05/12/2019 às 17:11:00

Por: Naian Lucas

Nesta quinta-feira (05), a Viacom e a CBS anunciaram a conclusão da fusão entre as empresas, que agora se chama ViacomCBS e tem como objetivo bater de frente com poderosas marcas do audiovisual, como a Netflix, Disney +, Prime Vídeo e Apple TV+.

“Este é um momento histórico que reúne duas empresas icônicas para formar um dos mais importantes produtores e fornecedores de conteúdo do mundo”, declarou o presidente e CEO da empresa, Bob Bakish.

“Através da combinação dos ativos, capacidades e equipes talentosas da CBS e da Viacom, a ViacomCBS criará e fornecerá conteúdo premium para suas próprias plataformas e para outras, além de fornecer soluções inovadoras para anunciantes e distribuidores em todo o mundo”, acrescentou.

O executivo está satisfeito com o novo momento da empresa e acredita que a fusão trará frutos. “Estou empolgado com a oportunidade que temos de servir nossos públicos, parceiros criativos e comerciais e funcionários, enquanto geramos valor significativo a longo prazo para nossos acionistas”, comentou.

ViacomCBS e suas produções

A empresa terá mais de 140 mil episódios de televisão e 3,5 mil filmes, com US$ 13 bilhões para investir anualmente em novos conteúdos. A empresa será responsável por 22% da audiência da televisão americana, além de conter a maior parcela de transmissão e exibição a cabo nos principais dados demográficos do público.

Com a junção, a nova empresa já nasce detentora de grandes produções que variam um cardápio e tanto que vão de The Big Bang Theory e Jane The Virgen, até o reality show de sucesso De Férias com o Ex. É que a fusão colocou num único guarda cuva emissoras como a própria CBS, além da MTV e o Showtime, responsável pela exibição da premiada série Homeland.

Quando foi anunciado a fusão, a imprensa americana afirmou que o próximo passo da nova empresa seria apostar no streaming para bater de frente com a Netflix e outras empresas do ramo. A CBS já possui sua própria plataforma que, até o momento, funciona exclusivamente para o país. Não se sabe se haverá mudança de nome ou se o novo conglomerado tentará fortalecer a marca CBS All Access no mercado mundial.

A guerra dos streaming

Vale lembrar que a fusão tem sido um movimento do mercado do entretenimento para combater o crescimento da Netflix. Há pouco tempo foi anunciado pela Disney a aquisição do Grupo Fox que formou um conglomerado de peso, com direito a grandes produções em seu catálogo, como "Os Simpsons".  O Disney + foi disponibilizado para os EUA  recentemente e, para o resto do mundo será a partir do ano que vem.

Quem também já anunciou sua própria plataforma é o grupo Warner que se uniu a AT&T, detentora de diversos canais importantes. Batizado de HBO Max, o streaming terá produções que variam desde "Game of Thrones" até aquela que é considerada como a sitcom mais importante da história, "Friends".

E ainda tem a Apple. A poderosa marca de tecnologia já lançou sua Apple TV+ que tem apostado em conteúdo original.



Melhores do Ano NaTelinha 2019: Vote e eleja os destaques do ano na televisão!


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!