30 anos depois

Guilherme de Pádua pede perdão a Glória Perez e Raul Gazolla

Assassino da atriz Daniella Perez publicou vídeo direcionado à mãe e ao viúvo da vítima; caso voltou à tona por conta de série documental da HBO Max


Guilherme de Pádua
“Muitas vezes eu declarei que era o maior sonho que eu tinha poder pedir perdão às pessoas que eu magoei”, afirma Guilherme de Pádua - Foto: Reprodução/YouTube

Guilherme de Pádua, assassino confesso de Daniella Perez (1970-1992) pediu perdão à mãe da atriz, Glória Perez, e ao viúvo, Raul Gazolla, pelo crime. O caso voltou à tona com a série Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez, da HBO Max. O vídeo publicado na terça-feira (2) teve grande repercussão nas redes sociais.

“Muitas pessoas, inclusive algumas que se dizem cristãs, têm me julgado e declarado que não acreditam na minha conversão porque não viram um vídeo meu com um pedido de perdão para a família, para os amigos, as pessoas que eu fiz sofrer com o crime que cometi”, iniciou Guilherme de Pádua, em vídeo publicado em seu canal no YouTube.

Em seguida, ele exibe trecho em que o teólogo e palestrante Tiago Brunet fala ao programa Pânico sobre o fato de Guilherme nunca ter pedido perdão a Gloria Perez. O ex-ator então criticou: “Ainda que pareça estranho para mim um cristão ‘lacrar’ ao julgar outro, eu não tiro a razão de quem duvida da minha conversão. Até porque eu mesmo duvido”.

Segundo o assassino de Daniella, as dúvidas em relação à religião e à crença em Deus são constantes em sua vida. “Eu não sou uma pessoal normal. Alguém que cometeu um crime tem mil pensamentos que não são comuns. Já fui pessoa normal, e sei a diferença ao que me tornei depois de cometê-lo.”

“Muitas vezes eu declarei que era o maior sonho que eu tinha poder pedir perdão às pessoas que eu magoei”, afirma Guilherme, que resgatou trechos de entrevistas. Ele ainda explicou que não o fez antes porque não sabia como fazer. “Imaginava em um encontro. Pensei em procurar os advogados da Glória Perez e do Raul Gazolla.”

“Eu não imaginava uma coisa pela internet, por um vídeo. Um pedido de perdão não é tão simples. Será que ela vai querer? Será que isso não é forçar uma barra, constranger para que ela decida então se vai perdoar ou não? Passa muitas coisas pela cabeça de uma pessoa que cometeu um crime. Não é tão simples quanto as pessoas pensam.”

Guilherme de Pádua

"No lugar de vocês, talvez eu não perdoaria", comentou Guilherme de Pádua

imagem-texto

Em seguida, Guilherme de Pádua acrescentou dizendo que não queria fazer por vídeo, mas ponderou: “Talvez eu nunca vá ter uma oportunidade real de pedir perdão. Por isso, Glória Perez, eu te peço perdão por todo o sofrimento que eu te causei. Eu jamais esqueci aquele encontro na carceragem”.

O ex-ator também citou o marido de Daniella Perez à época do crime: “Raul Gazolla, eu te peço perdão. Eu nunca esqueci do dia que fui chamado na delegacia, você estava lá e se arrastou até a mim, me abraçou chorando. Ali eu vi que eu era a pior pessoa do mundo. Nunca na minha vida eu pedi algo como naquele momento”.

“Eu sei que esse pedido de perdão talvez não vá significar nada, mas quero deixar registrado. Não que isso vá gerar realmente um perdão, porque o perdão é um dom de Deus. Tem mais a ver com quem perdoa do que com quem é perdoado. No lugar de vocês, talvez eu não perdoaria. Não espero o perdão, mas deixo registrado aqui o meu pedido.”

Guilherme de Pádua

Em 28 de dezembro de 1992, Daniella Perez foi morta, aos 22 anos, por Guilherme de Pádua e pela então esposa dele, Paula Thomaz. Na época, o assassino era colega de cena da vítima em De Corpo e Alma (1992). O crime chocou o país e voltou a ser assunto 30 anos depois, com o lançamento da série documental da HBO Max.

Guilherme foi condenado a 19 anos de prisão em 1997, mesmo ano em que Paula Thomaz recebeu a pena de 18 anos e seis meses de reclusão. Em 1998, sua pena foi reduzida para 15 anos. Ambos saíram em liberdade condicional em 1999, menos de sete anos após o assassinato. Hoje, ambos estão casados com outros parceiros.

Mais Notícias
Outros Famosos