Denúncia!

Mãe de Deolane Bezerra é vítima de importunação sexual em ônibus: "Me dói muito"

Solange Bezerra viajava de urgência do Rio de Janeiro até São Paulo


Deolane beijando o rosto da mãe
Mãe de Deolane Bezerra é vítima de importunação sexual em ônibus - Foto: Reprodução/Globo
Por Redação NT

Publicado em 03/05/2022 às 07:53:15,
atualizado em 03/05/2022 às 08:17:47

A advogada e influenciadora Deolane Bezerra usou as redes sociais, na tarde desta segunda-feira (2), para relatar que sua mãe, Solange Bezerra, de 54 anos, foi vítima de importunação sexual enquanto viajava de ônibus do Rio de Janeiro até São Paulo.

Nos Stories do Instagram, ela relatou que a mãe acordou com um homem com as mãos no meio de suas pernas. "Minha mãe estava voltando para São Paulo hoje, dentro de um ônibus, vindo do Rio de Janeiro e sofreu importunação sexual. Ela estava dormindo na madrugada e acordou com o indivíduo com a mão no meio das suas pernas", começou ela.

"Ainda criticaram por ela tá voltando de ônibus porque eu sou rica. Até quando vocês irão colocar a culpa nas vítimas? Me digam. Sabe o que é engraçado? Quem mais fala são as mulheres. Meu Deus, vocês não irão aprender nunca, ou melhor, só vão aprender quando for com vocês. Acho que é isso que esperam, né? Que aconteçam com vocês e aí param de criticar o próximo", continuou, rebatendo críticas que recebeu.

A advogada, então, explicou ainda que um tio sofreu um acidente e que, por isso, a mãe precisou viajar às pressas com as irmãs: "Minha mãe se desesperou, quis ir embora e entrou no primeiro ônibus com as minhas irmãs e o meu assessor que também estava lá, o Cadu e veio embora. Minha família, embora hoje tenhamos condições, não faz jus a nada, não se preocupa com nada, não liga para nada. Minha mãe é tão simples, amorosa com os netos, com as filhas e ver as pessoas julgando me dói muito."

Após denúncia de importunação, Deolane diz que homem ficou preso

"O ser humano ficou preso, não tinha documentos, a empresa deixou ele viajar sem documentos. Falou em seu depoimento que era garoto de programa, que não tinha residência fixa, estava voltando para São Paulo para morar em uma república. Então, eu espero que o Tribunal de Justiça não o solte, até porque ele não preenche os requisitos para responder o processo em liberdade. Residência fixa e emprego lícito são requisitos importantes para concessão de liberdade provisória", disse.

Por fim, a influenciadora encorajou mulheres a denunciarem esse tipo de crime. "Abram a boca, falem, não fiquem com vergonha. Sei que muitas vezes vão te culpar pelas roupas que você veste, que você tá chamando atenção, mas é mentira. Não coloque isso na cabeça. Eles não prestam, são maníacos, a culpa não é de vocês.. Se eu tô dentro daquele ônibus, quem ia preso era eu, tenho certeza."

 

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias
Outros Famosos