Renascido

Parada cardíaca e reabilitação intensa: O primeiro mês da luta de Rodrigo Mussi pela vida

Ex-BBB completa um mês em recuperação do grave acidente que sofreu em São Paulo


Rodrigo Mussi feliz e sorridente, com a mão na cabeça
Parada cardíaca e reabilitação intensa: O primeiro mês da luta pela vida de Rodrigo Mussi - Foto: Reprodução
Por Thomaz Rocha

Publicado em 01/05/2022 às 07:31:00,
atualizado em 01/05/2022 às 08:57:18

O paulista Rodrigo Mussi foi uma das grandes revelações do BBB 22. O gerente comercial de 36 anos foi o segundo eliminado do programa, mas durante os 16 dias em que ficou confinado, o rapaz se mostrou um forte jogador para conseguir o tão sonhado prêmio de R$ 1,5 milhão. Apesar do público ter votado para ele sair da atração, Rodrigo conquistou muitos fãs pelo seu carisma e também pela sua beleza.

Até a própria Anitta ficou interessada no gerente comercial nos primeiros dias de confinamento. Fora da casa, Rodrigo começou a conquistar seu lugar ao sol e aproveitar da fama a seu favor, com presenças vips e publicidades nas redes sociais oficiais dele. Contudo um acidente tirou momentaneamente Mussi do momento mais áureo de sua vida.

Na madrugada do dia 31 de março, o motorista que conduzia o veículo de aplicativo em que estava dormiu ao volante e acabou colidindo na traseira de um caminhão em São Paulo. O ex-participante do BBB 22 sofreu traumatismo craniano e em uma perna, corte profundo em outra e afetou também a coluna.

Após o acidente, o gerente comercial foi encaminhado às pressas para o Hospital das Clínicas com quadro clínico delicado. O ex-BBB passou dias em estado grave na unidade de saúde, onde fez três cirurgias. Completando um mês de seu acidente deste domingo (1º), relembre como foi a luta de Rodrigo Mussi pela vida.

Primeiras cirurgias de Rodrigo Mussi

No caminho do hospital, Rodrigo sofreu uma parada cardiorrespiratória, mas conseguiu ser salvo pelo Corpo de Bombeiros. Na ocasião, ele apresentava um nível de consciência muito baixo, com apenas reações de sons e gemidos, já que a respostas ocular e física não estavam presentes.

Nas primeiras horas, ele passou por uma cirurgia na cabeça e na perna. Após isso, ele foi intubado e teve que fazer outras cirurgias para retirada do monitor que controla o fluxo sanguíneo em seu cérebro. A primeira grande melhora aconteceu cinco dias após o acidente, em que Rodrigo abriu os olhos para a felicidade de sua família.

O milagre da extubação

imagem-texto

Diariamente, o quadro de Rodrigo era atualizado pelo irmão, Diogo Mussi, que sempre se mostrou confiante com o tratamento. Oito dias depois do acidente, Rodrigo passou por uma ressonância magnética para saber se as lesões diminuíram e o resultado foi animador.

Contudo, na primeira tentativa de retirada dos tubos que auxiliavam na respiração (em um processo chamado extubação), o gerente comercial teve falência respiratória, o que obrigou os médicos a voltarem com o aparelho. Dias depois, finalmente, conseguiram fazer a extubação e Rodrigo respirou sem a ajuda dos aparelhos.

A alta do hospital

Sempre muito agitado, com momentos entre realidade e confusão, Mussi prosseguiu ao tratamento. Sem aparelhos, ele foi submetido a uma radiografia em que poderia apontar por algum problema respiratório, mas ele seguiu sem maiores complicações.

Depois de 20 dias na UTI, Rodrigo recebeu alta e foi encaminhado para a enfermaria do Hospital das Clínicas, onde ficou mais lúcido e ativo. Já na última quinta-feira (28), ele deixou a unidade de saúde para ir para uma reabilitação intensiva, local em que permanece em sua recuperação.

Siga a gente no Instagram

Acompanhe nosso perfil e fique por dentro das quentinhas da TV e famosos

ACESSE!
Mais Notícias
Outros Famosos