Reportar erro
Preocupação

Carlos Lombardi sofre infarto e é internado em SP: "O pior já passou"

Novelista teve duas paradas cardíacas após passar mal

Carlos Lombardi sofreu infarto e foi internado
Carlos Lombardi deve ter alta domingo (20) - Foto: Reprodução
Naian Lucas, com Daniel César

Publicado em 19/06/2021 às 18:48:00

Carlos Lombardi passou mal no último domingo (13) e precisou ser internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo. O autor de sucessos como Kubanacan (2003-2004), Uga-Uga (2000-2001) e Quatro por Quatro (1994-1995) sofreu duas paradas cardíacas e teve que ficar hospitalizado ao longo desta semana para se recuperar. Apesar do susto, agora passa bem e a previsão é que retorne para casa amanhã (20).

Em conversa exclusiva com o NaTelinha, Lombardi explica que tem sido acompanhado pela equipe médica e recebendo o carinho de familiares e amigos. "Um amigo e meus filhos estão revezando para ficar comigo", conta ele.

O susto ocorreu no começo da semana, quando estava em casa e começou a passar mal. Ele resolveu ir ao hospital e, ao chegar lá, o estado foi piorando, até que teve a primeira parada cardíaca. Os médicos conseguiram reanimá-lo, mas ele acabou sofrendo outra perda súbita e inesperada da função cardíaca, porém, a equipe médica mais uma vez obteve sucesso.

“O pior já passou, os médicos garantiram. Agora é só um pouco do susto, mas estou com chance de ter alta no domingo”, explica Lombardi. Durante a internação, ele passou por cateterismo e teve que se livrar de alguns hábitos do dia a dia, como assistir novelas e séries. "Estou com abstinência de Kubanacan porque tive de interromper minha maratona", brinca ele.

Sentindo-se bem, a previsão é que ele receba alta já neste domingo. O autor pretende ter mais alguns dias para respirar, mas em casa e depois voltará a trabalhar. "Continuo com projetos para o futuro, mas não posso dar detalhes neste momento", resume.

Carlos Lombardi e seus sucessos

Carlos Lombardi sofre infarto e é internado em SP: \"O pior já passou\"

Carlos Lombardi estreou na TV Tupi em 1979, escrevendo Como Salvar Meu Casamento com outros dois colegas: Edy Lima e Ney Marcondes. Em seguida, trabalhou na Band e na TV Cultura, transferindo-se para a Globo em 1981, colaborando em Jogo da Vida. Antes de escrever sua primeira novela solo no canal carioca, ele ainda colaborou em Elas por Elas (1982) e Guerra dos Sexos (1983-1984).

Com um universo próprio e peculiar, Lombardi foi responsável por grandes sucessos na TV brasileira. Seu primeiro folhetim, Vereda Tropical (1984-1985), tornou-se mania nacional e é uma das produções mais pedidas para ser reprisada no Viva e fazer parte do catálogo do Globoplay.

Na sequência, criou Bebê a Bordo (1988-1989), Perigosas Peruas (1992), Quatro por Quatro – seu maior sucesso – Vira Lata (1996), Uga Uga, Kubanacan e Pé na Jaca (2006-2007), além das minisséries/séries O Quinto dos Infernos (2002) e Guerra e Paz (2008). Na Record, escreveu Pecado Mortal (2013-2014), seu último trabalho na TV.

Carlos trabalhou recentemente no roteiro de série e filme de Mamonas Assassinas, mas a produção ainda não começou a ser gravada. O autor já entregou todo o texto e agora o andamento da produção está nas mãos da produtora.



Mais Notícias
Outros Famosos