Reportar erro
Triste despedida

Escritor Contardo Calligaris morre aos 72 anos

Psicanalista era colunista da Folha de S. Paulo desde 1999

Contardo Calligaris falando ao microfone em palestra
Contardo Calligaris morre aos 72 anos - Foto: Luiz Evangelista/Divulgação
Redação NT

Publicado em 30/03/2021 às 17:15:00

Nesta terça-feira (30), o escritor Contardo Calligaris morreu, aos 72 anos, em São Paulo. O psicanalista estava se tratando de um câncer no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul da capital paulista. O único filho do escritor, Maximilien Calligaris, anunciou o falecimento do pai através das redes sociais. O diretor de cinema postou foto antiga de Contardo e escreveu mensagem de despedida.

"'Espero estar à altura'. Diante da proximidade da morte, essa foi a frase do meu pai. Ele se foi agora", compartilhou Maximilien nas redes sociais. Contardo Calligaris era colunista da Folha de S.Paulo desde 1999, com textos de psicanálise e criticas.

Italiano, o escritor conheceu o Brasil em 1985, para divulgar seu primeiro livro de psicanálise, Hipótese Sobre o Fantasma. Depois de um tempo se casou e se mudou definitivamente para o Brasil.

Outros famosos perderam a vida

Morreu no sábado (27) o jornalista esportivo Paulo Stein, aos 73 anos, por complicações da Covid-19. Ele estava internado no hospital Anchieta, no bairro do Caju, Zona Portuária do Rio de Janeiro. Com mais de 50 anos de carreira, ele passou por diversas emissoras e atuava em canais do Grupo Globo até 2019.

Referência do jornalismo esportivo, Stein ficou famoso como narrador e comentarista na TV. Ele será cremado na tarde deste domingo (28), no Cemitério do Caju, em cerimônia restrita à família. O veterano deixa esposa, Viviane Stein, e a filha Natasha Stein, também jornalista.

Morreu também no sábado (27) a Dona Ana Maria, mãe do Padre Fábio de Melo, por complicações da Covid-19. Ela estava intubada na UTI (Unidade de Terapia Intensiva) de um hospital desde 15 de março, em estado grave. O anúncio foi feito pelo religioso em seu perfil em rede social.

"Minha mãe partiu hoje. Logo cedo, como quem tem pressa de viver a eternidade. A mim resta a dor térrea, o ferimento que rasga o corpo e a alma. Ela me deu a vida num Sábado de Ramos, como hoje. Nossa simbiose reuniu as regras do nascer e do morrer", iniciou o Padre Fábio de Melo, em publicação no Instagram.

TAGS:
Mais Notícias
Outros Famosos