Reportar erro
Polêmica

Irmã de Anderson do Molejo detona MC Maylon: "É um alpinista social"

Pagodeiro foi acusado por funkeiro de estupro

Irmã de Anderson do Molejo detona MC Maylon: "É um alpinista social"
Anderson do Molejo foi defendido pela irmã - Foto: Reprodução

Redação NT

Publicado em 19/02/2021 às 16:17:00,
atualizado em 19/02/2021 às 16:18:25

Irmã de Anderson Leonardo, Riane Oliveira detonou MC Maylon, jovem que acusou o vocalista do grupo Molejo de estupro. A pedagoga chamou o jovem de “alpinista social” e disse que ele é  “uma pessoa completamente sem limites”. Ela foi uma das pessoas chamadas pela polícia para prestar esclarecimentos sobre o caso.

“Nós nos falávamos e ele fazia questão de ter uma amizade comigo. Sempre dizia me amar, gostar muito de mim”, declarou em entrevista para a revista Quem, publicada nesta sexta-feira (19). Ela explicou que o irmão tinha uma relação “normal” com o MC e ficou próxima dele em um show da banda de pagode.

“A partir dali trocamos telefones e iniciamos conversas, porque ele forçava uma amizade”, comentou. Recentemente, surgiram rumores que Maylon teria se apaixonado por Riane, mas ela fez questão de afastar os boatos.

“Ele não era apaixonado por mim. Dizia, sim, me amar, mas acredito que no sentido de amizade. Só que ele tentou me beijar no dia 11 de dezembro [horas depois do suposto estupro], quando saímos. Inclusive beijou uma menina lá e demonstrou interesse por um amigo meu, mas também foi repelido. Como já mostrei em alguns prints, ele queria ter relações com alguém naquela noite”, disparou.

A pedagoga também desmentiu Maylon e deixou claro que ele não era virgem. “Pelo contrário. Ele falou que se relacionou com algumas pessoas, inclusive famosos”, contou. Quando questionada o motivo das acusações, Oliveira acredita que o MC quer visibilidade. “Acho que ele é fanático pela fama, está nítido que é um alpinista social. E uma pessoa completamente sem limites”, acrescentou.

“Nunca poderíamos imaginar que uma pessoa teria a capacidade de tentar destruir alguém com tantas mentiras, calúnias e difamações, coisas que não procedem. Esse menino não tem noção do quanto ele nos feriu. Minha mãe passa mal todos os dias, quando vê algo, quando sai alguma notícia. Ele não só está tentando prejudicar uma pessoa, mas sim várias pessoas ao seu redor”, finalizou.

Maylon x Anderson do Molejo

Em depoimento, Maylon contou ao delegado Reginaldo Guilherme que o crime teria acontecido em dezembro de 2020. Na ocasião, o famoso teria marcado uma reunião, mas ao invés de irem para um local que pudessem conversar e fazer uma refeição, o levou para um motel chamado Queen, em Sulacap, na Zona Oeste do Rio. Lá, o MC teria sido empurrado na cama, e assim foi forçado a ter relação sexual.

Assim que o assunto começou a ganhar grande proporção, o vocalista do Molejo negou tudo. Além disso, sua defesa ainda revelou que um processo será iniciado contra Maylon.

"Inicialmente, estamos buscando esclarecer junto às autoridades policiais todas as provas e depoimentos necessários para mostrar que não houve crime de estupro [por parte do cantor]. Em seguida, também pretendemos adotar medidas cabíveis para que a suposta vítima venha indenizar o Anderson pelos danos causados. O rapaz precisará responder tanto civil quanto criminalmente por calúnia e difamação. Vamos adotar medidas judiciais na esfera cível pela informação inverídica", explicou.

No começo de fevereiro, a polícia civil do Rio de Janeiro confirmou a presença de sangue e esperma nas roupas de Maycon Douglas Porto do Nascimento Adão, mais conhecido como MC Maylon. A delegacia informou, ainda, que o laudo na peça de roupa da vítima ficou pronto e comprovou resíduos de sangue e de esperma", afirmou a nota.



Mais Notícias