Reconcliação

Kim Kardashian chora em primeiro encontro com Kanye West após comício

Os dois se encontraram em Wyoming, onde o astro tem um rancho

Kim Kardashian chora em primeiro encontro com Kanye West após comício
Kim Kardashian chora ao lado do marido - Reprodução

Publicado em 28/07/2020 às 09:41:04 ,
atualizado em 28/07/2020 às 09:53:23

Por: Redação NT

Kanye West e Kim Kardashian se encontraram pela primeira vez ontem (27) na cidade de Cody, em Wyoming, nos Estados Unidos, desde que o rapper fez um comício no estado da Carolina do Sul, na semana passada. O candidato à presidência estaria evitando a própria esposa nos últimos dias.

Para a revista People, uma fonte próxima ao casal falou sobre o encontro dos dois: "Logo que Kim chegou ao rancho eles saíram juntos no carro dele. Ela estava chorando histericamente, não via ele há semanas. Ela está muito emocional, além de exausta. Ela também está se sentindo machucada, já que Kanye a ignora".

A fonte relatou ainda que a socialite decidiu voar para o rancho e falar com ele pessoalmente: "Ela não quer mais ser ignorada".

O rapper vem tentando lidar com um transtorno de bipolaridade e acusou a mulher de tentar interná-lo contra sua vontade em uma clínica psiquiátrica. No Twitter, afirmou que tenta se divorciar da mulher há dois anos.

Os dois são pais de North, de 7 anos; Saint de 4; Chicago de 2 e Psalm de apenas 1.

Veto no reality e a corrida presidencial

Kim proibiu recentemente que Keeping Up with the Kardashians, mostre qualquer crise bipolar do marido.

As gravações foram retomadas depois de um período de hiato por conta da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Kim teria tomado essa decisão para não explorar fatos como esse com o objetivo de ganhar audiência.

A socialite leva a saúde mental do marido a sério. E não pretende usar ele, tampouco os filhos, para atrair audiência para seu reality show. A produção, então, teria sido instruída a não mostrar nenhum deles em momentos delicados ou que possam prejudicá-los.

Aos 43 anos, o músico tenta a candidatura à presidente dos Estados Unidos, que ocorre este ano. E quer Jay-Z para ser vice. Seu adversário deve ser o atual presidente Donald Trump, que deve tentar a reeleição. O primeiro compromisso de West como candidato aconteceu justamente no domingo.

Um dos empecilhos é de que o nome de Kanye West não pode ser inscrito em seis estados americanos. O prazo já passou e ele perdeu o período de inscrição. Nos estados que ainda não está aberto, precisaria correr contra o tempo: apresentar uma plataforma de campanha, e principalmente, coletar o número de assinaturas exigido em cada estado.

O músico vinha demonstrando interesse em ser presidente desde 2015.






Siga o NaTelinha nas redes sociais


Reportar erro

LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!