Reportar erro
Amigos

Rodrigo Santoro afasta boatos sobre convivência com Sandy em Estrela-Guia

Intérprete do vilão Carlos Charles, ele contou que fez amizade com a cantora e recebeu até apelido carinhoso

Sandy e Rodrigo Santoro em cena de Estrela-Guia, disponível no Globoplay
Sandy era a mocinha Cristal, enquanto Rodrigo Santoro viveu o vilão Carlos Charles em Estrela-Guia - Foto: Reprodução/Globo
Redação NT

Publicado em 25/07/2020 às 15:10:00

Rodrigo Santoro viveu seu primeiro e único vilão em novelas como o Carlos Charles de Estrela-Guia, em 2001. Protagonizada por Sandy, a história entrou em cartaz no início do mês no Globoplay. Em entrevista, o ator relembrou o personagem e afastou os boatos de que a convivência com a atriz nos bastidores do folhetim não era das melhores.

"Lembro de estarmos trabalhando juntos num lugar com uma beleza natural exuberante. Nas folgas, íamos pra cachoeiras, fazíamos caminhadas, e nossa convivência era muito prazerosa e divertida", revelou Rodrigo Santoro, sobre o dia a dia com os outros atores de Estrela-Guia. A entrevista foi divulgada neste sábado (24) pelo site da jornalista Patricia Kogut.

Em 2001, a presença excepcional da cantora no papel principal de uma novela da Globo rendeu uma onda de boatos. Em entrevista, na época, à revista IstoÉ, Sandy justificou as "regalias" que recebia nos bastidores e negou que tivesse uma relação difícil com o restante do elenco, como parte da imprensa alardeava.

"Qual é o problema de eu chegar de jatinho às gravações se é meu pai quem paga? A gente vem do show biz e paga por essas facilidades. Não dá para ficar esperando uma ponte aérea todo dia. Falaram que eu não me enturmava com o elenco, que eu não ficava esperando para gravar como todos os atores", disse Sandy, há 19 anos.

 

"Até hoje a Sandy me chama de Charlão", revelou Rodrigo Santoro

Na entrevista recente, Santoro deu mais detalhes sobre Estrela-Guia por trás das câmeras. Certo dia, em um intervalo de gravação, ele se empolgou com a presença de Sandy e Junior no set, pegou o microfone e improvisou um show de rap. O episódio rendeu ao galã um apelido carinhoso, pelo qual Sandy o chama até hoje.

"Esse evento foi batizado como o 'Programa de Rádio do Charlão' (risos), porque meu personagem se chamava Carlos Charles. E até hoje a Sandy me chama de Charlão", disse Santoro. Amigo dos cantores, ele também participou da série documental Nossa História, sobre a trajetória da dupla. 

Ainda em entrevista ao site de Patricia Kogut, ele falou sobre a possibilidade de retorno às novelas. "Hoje minha vida tem uma dinâmica em que compromissos muito longos, como uma novela inteira, são mais difíceis de acomodar. O audiovisual vive um novo momento e segue se transformando, ajustando-se ao nosso modo de vida", detalhou Rodrigo Santoro.

Mais Notícias
Outros Famosos