Se arrependeu?

Perto de assumir lugar de Regina Duarte, Mário Frias já apoiou Sergio Moro

Ex-ministro da Justiça e Segurança Pública é rival do presidente Jair Bolsonaro

Perto de assumir lugar de Regina Duarte, Mário Frias já apoiou Sergio Moro
Mário Frias é cotado para assumir cargo de Regina Duarte - Foto: Montagem

Publicado em 21/05/2020 às 09:29:00 ,
atualizado em 21/05/2020 às 09:33:21

Por: Redação NT

Mário Frias foi convidado para ser Secretário de Cultura do Governo Federal substituindo Regina Duarte, e tudo indica que ele já aceitou, faltando apenas o anúncio oficial da nomeação. Defensor do presidente, o ator e apresentador nunca escondeu seu engajamento político e até já se mostrou apoiador do ex-ministro da Justiça e da Segurança Pública, Sergio Moro, atualmente principal rival de Jair Bolsonaro (Sem Partido).

Em dezembro de 2016, ele pediu aos seus seguidores que trocassem a foto de perfil das redes sociais pelo então juiz da Lava Jato. “Pessoal, 1 de dezembro será o dia em que todos brasileiros deverão trocar sua foto do perfil pela foto do nosso maior herói dos últimos tempos, o juiz patriota e justo Sergio Moro que tem botado muitos corruptos na cadeia”, declarou Mário.

Segundo a publicação do artista, a alteração seria para dar apoio ao trabalho de Moro e também se mostrar contrário aos crimes que ocorreram em órgãos públicos, como a Petrobras.

“Vamos homenageá-lo no primeiro dia do ultimo mês do ano de 2016 como forma de agradecê-lo e dar forças para que continue. Passe essa corrente para frente e vamos fazê-lo mais orgulhoso de ser um justo juiz, Sergio Moro sou seu fã. Passe para o máximo de grupos e pessoas que poder o Brasil é Sergio Moro”, acrescentou o ator na ocasião.

Sergio Moro se tornou a principal figura da Lava Jato, sendo responsável por ter sentenciado o ex-presidente Lula a nove anos de prisão. Com a vitória de Bolsonaro em 2018, o ex-juiz foi convidado para assumir o Ministério da Justiça e Segurança Pública e aceitou o desafio.

Contudo, no mês passado, Moro deixou o cargo e afirmou que o presidente quis interferir na Polícia Federal com o intuito de acompanhar investigações que estão sendo feitas no Rio de Janeiro. Antes aliados, Bolsonaro e o ex-juiz viraram desafetos e até trocaram farpas publicamente.

Bolsonaristas x Sergio Moro

Sergio Moro entrou na lista de “traidores” do Governo Bolsonaro e a ala bolsonarista tem feito críticas ao comportamento do ex-ministro. “O Moro está se mostrando um excelente sujeito político traindo o presidente da República”, declarou Eduardo Bolsonaro em uma live do Aliança pelo Brasil, partido que a família do presidente tenta criar.

Paulo Cintura, um dos bolsonaristas mais fiéis, talvez represente o sentimento de quem apoia o presidente em relação a Sérgio. “Ele era um cara que eu falava bem dele nas manifestações em Copacabana, sempre gostei dele, mas eu fiquei triste. Sabe uma esposa traída? Um marido traído? Assim que me senti: traído. Eu realmente acreditava nele. Estou triste e completamente decepcionado com a atitude dele. Profundamente”, contou ao NaTelinha.

Provavelmente, caso aceite o cargo de Secretário de Cultura, uma das questões que Mário terá que responder é se ele continua apoiador de Sergio Moro ou mudou sua opinião.

Mário Frias e Jair Bolsonaro

Regina Duarte deixou o cargo de Secretária da Cultura na última quarta-feira (20) e deve ser transferida para a Cinemateca em São Paulo. A saída da atriz foi cogitada em abril, mas ela se reuniu com Bolsonaro no começo do mês e se manteve no cargo por mais alguns dias.

Durante a crise entre Regina e o Governo, Mário se tornou o grande favorito para assumir a Secretaria e ele elogiou o presidente em entrevista para a CNN Brasil no dia 6 de maio.

“Pelo Brasil, estou aqui. Se for preciso, não vou correr disso. Respeito o Jair demais. Vejo o Brasil com chance de finalmente ser um país respeitado, digno, honesto, com uma democracia forte e consolidada”, esclareceu.

Os rumores sobre a saída de Regina e a chegada de Mário ficou mais forte na última terça (19), quando Bolsonaro compartilhou a declaração de Frias para o canal pago de jornalismo em sua conta do Twitter.

Agora, aliados do presidente dizem que está tudo acertado entre os dois, faltando apenas a oficialização no Diário Oficial.

publicidade




LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!