Reportar erro
Polêmica

Grupo reivindica ataque a sede do Porta dos Fundos e polícia investiga

Prédio da produtora da equipe de humor sofreu atentado

Cena do Especial de Natal do Porta dos Fundos
Cena do Especial de Natal do Porta dos Fundos - Foto: Reprodução/Netflix
Redação NT

Publicado em 26/12/2019 às 15:14:00

A produtora do Porta dos Fundos teve sua sede atacada no dia 24 de dezembro e a Polícia Civil abriu investigação para descobrir quem foram os autores. Um grupo intitulado de Comando Insurgência Popular Nacionalista da Grande Família Integralista Brasileira reivindicou a ação e leu um manifesto em vídeo divulgado nas redes sociais.

Essas imagens são as principais pistas, no qual aparece um homem, cercado de outras duas pessoas, todos encapuzados. Enquanto eles leem um comunicado, imagens do ataque aparecem no vídeo, bem semelhantes a câmera do prédio da produtora, mas em ângulo do lado oposto.

Desde que a Netflix lançou o Especial de Natal Porta dos Fundos: A primeira Tentação de Cristo, grupos religiosos estão fazendo manifestos contrários a produção.

Inclusive, houve quem pedisse censura do especial, além de cobrar de políticos para convocar os integrantes do Porta dos Fundos para falar no Planalto. O pedido foi feito e aprovado pelo Congresso.

A investigação continua e a polícia tem recebido a ajuda dos atores que fazem parte do grupo de humor. Os investigadores vão buscar outras imagens da região para poder ter mais detalhes sobre os responsáveis pelo ataque.

Mas desde já, o secretário estadual de Polícia Civil, Marcus Vinícius Braga, disse ao UOL nesta quinta-feira (26) que o caso não será classificado como terrorismo, mas sim como crimes de explosão e tentativa de homicídio.

Especial Porta dos Fundos

Grupo reivindica ataque a sede do Porta dos Fundos e polícia investiga

O Especial de Natal do Porta dos Fundos é uma tradição do grupo. No ano passado, os comediantes satirizaram a Santa Ceia, no qual Jesus e os apóstolos bebem muito. No dia seguinte, ninguém sabe onde Jesus foi parar.

Já neste ano, a equipe decidiu satirizar a orientação sexual de Cristo. No telefilme de 46 minutos, Jesus (Gregório Duvivier) é surpreendido com uma festa de aniversário quando retornava do deserto ao lado do namorado, Orlando (Fábio Porchat).

Mais Notícias
Outros Famosos