Luto

Sucesso na Ásia, cantora de k-pop é encontrada morta em sua casa

Sulli sofria de depressão


Sulli, cantora de K-pop
Sulli morreu nesta segunda (14) - Foto: Reprodução/Instagram

Choi Jin-ri, de 25 anos, conhecida por ter feito parte do grupo de k-pop f(x), foi encontrada morta nesta segunda-feira (14) em sua casa localizada na cidade de Seongnam, na Coreia do Sul. Seu nome artístico é Sulli e sua morte foi anunciada por volta das 15h30 no horário local - 03h30 no horário de Brasília.

Segundo informações dadas em primeira mão pelo jornal The Korea Herald, a polícia foi chamada pelo empresário da cantora, que havia conversado com ela pela última vez no domingo (13). Os policiais da Coreia fizeram a perícia e há indícios de que a artista praticou suicídio.

Apesar de ser muito conhecida no país oriental e bem-sucedida, Sulli sofria de depressão e teve uma piora nas últimas semanas, o que pode ter a levado a cometer o suicídio.

Sulli começou sua trajetória musical em 2005 ainda quando era criança. Seu carisma e facilidade para dançar e cantar chamaram atenção de agentes. Ela foi convidada para fazer parte da banda f(x), conquistando milhões de fãs na Ásia.

Em 2014, a cantora deixou o grupo por conta de comentários negativos feitos por internautas na web. No ano seguinte, o conjunto musical voltou a trabalhar junto.

Além de cantora, ela também teve a responsabilidade de comandar um programa de variedades numa das principais emissoras do país coreano. Não por acaso, sua morte é uma das mais comentadas nas redes sociais.

Confira um pouco da repercussão abaixo:

K-pop

Sulli foi só mais uma integrante do que vem sendo um fenômeno no mundo: K-pop, também chamado de pop coreano. O estilo musical recebe apoio do governo e há escola para que pessoas se tornem estrelas da música do país oriental.

Somando todos os cantores do estilo musical, cerca de US$ 18 bilhões são movimentados na economia da Coréia do Sul. Os artistas ainda foram responsáveis por ajudar na melhora de relação com a vizinha do Norte. Em 2018, o ditador Kim Jong-Um permitiu que diversos shows fossem feitos no país.

Porém, com tanta pressão para que sejam perfeitos perante ao público, tendo que seguir padrões estéticos definidos pelos produtores, há quem não resiste e adquire doenças, como a depressão, problema que Sulli precisou enfrentar nos últimos anos.

TAGS:
Mais Notícias
Outros Famosos