Enfoque NT

Fim do "Domingo Show" prova que sensacionalismo exagerado saturou

Programa continua no ar até outubro e depois será cancelado

Fim do
Geraldo Luís deixa de comandar o "Domingo Show" após cinco anos

Publicado em 25/09/2019 às 05:43:46 ,
atualizado em 25/09/2019 às 09:25:20

Por: Thiago Forato

Depois de surras homéricas que o "Domingo Legal" aplicou ao longo das últimas semanas no Ibope e de um 2019 ofuscado por Celso Portiolli e seus games, o "Domingo Show" teve fim decretado pela Record. A última edição vai ao ar em outubro.

Descrito como um programa que conta grandes histórias pelo próprio titular Geraldo Luís, e que de fato conta, o dominical sai do ar depois de períodos de alta e em que seus áureos tempos chegava a arranhar a Globo.

A receita do sucesso foi a mesma que se transformou em fiasco nos últimos meses: apelação, choradeira, personagens desaparecidos e uma enrolação sem fim na tentativa de prender o telespectador durante horas.

Entre perguntas por vezes constrangedoras e repetições de takes mais ainda na cara dos personagens, o roteiro dramático pesava demais na tinta.

Em fevereiro do ano passado, o "Domingo Show" perdeu metade do tempo e sua plateia, deixando de ser ao vivo. Voltou a ter tudo isso em junho, mas não conseguiu frear o SBT com todas as ferramentas que lhe consagraram em um passado não tão distante.

O sensacionalismo acima do tom provou que o público não tem a mesma paciência em ficar paralisado por horas na frente da TV no intuito de acompanhar uma história com uma carga dramática tão alta.

É inegável que Geraldo Luís sabe conduzir histórias e consegue construir boas narrativas, mas o programa se perde no excesso. De enrolação, dramaticidade e elementos do tipo.

Seja o que a Record planeje colocar em seu lugar no último bimestre do ano, não será uma tarefa tão fácil desbancar o "Domingo Legal" em sua melhor fase desde que Poriolli assumiu o comando, em 2009.

O "Domingo Show", que já foi responsável por fazer com que a grade dominical da Record alavancasse o Ibope de Rodrigo Faro adiante, termina sem deixar saudades.

___________________________________________________________________________________________________________________________ 

Thiago Forato é jornalista e escreve diariamente para o NaTelinha. Assina a coluna Enfoque NT desde 2011. Converse com ele pelo e-mail thiagoforato@natelinha.com.br ou no Twitter, @tforatto


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!