Coluna do Sandro

Noivo de Mara diz que já sentiu ciúmes dela com William Bonner: "meu boa noite é bem melhor"

Divulgação

Publicado em 15/07/2018 às 09:30:25

Por: Sandro Nascimento

O ator e cantor Gabriel Torres namora Mara Maravilha há quatro anos. No início, o casal se manteve mais discreto, mas após a participação da apresentadora no reality show "A Fazenda", em 2015, eles decidiram expor publicamente o relacionamento.

Em conversa exclusiva com o NaTelinha, Gabriel conta que só a partir da saída da namorada do programa da Record TV, começou sentir o preconceito por ele ser 21 anos mais jovem e pelo fato de Mara ser famosa.

"Comecei a sentir mesmo a cabeça desentendida e poluída de algumas pessoas, após ela ter participado de 'A Fazenda', onde falava muito de mim. Quando saiu eu fui recebê-la, a partir daí, tudo ficou diferente, menos o nosso relacionamento, porque além do preconceito relacionado a idade, veio o preconceito de eu estar com uma pessoa por ser famosa, acho que esquecem que famosos também têm vida. Mas enfim, apontamentos ignorantes de pessoas pequenas por não saber o que já tínhamos caminhado juntos e continuamos até hoje caminhando literalmente de mãos dadas", desabafa o noivo da apresentadora do "Fofocalizando".

Para Gabriel Torres, o preconceito é algo que limita as pessoas de viverem a própria vida, criando uma barreira pessoal e profissional. E cita exemplos: "um ator que não pode ser cantor, diferença de idade, classe social, etnia, opção sexual, diferença de opiniões, religião, time de futebol, política, todos nós sofremos preconceito o tempo todo. As pessoas esquecem da palavra respeito e olhar pro alvo de tudo isso, que é o amor, ser feliz, com o que faz, com quem está, aonde está".

Segundo o paulistano de 29 anos, Mara é mais discreta ao expressar ciúmes, diferente dele, que não consegue esconder e fala sempre que algo está incomodando. "Eu falo mesmo, guardar só nos faz mal, um pouquinho de ciúmes com limites nos faz sentir importantes", explica o ator, que já gravou a música "Melodia do Amor” junto com a noiva.

Dentre os artistas de TV, Gabriel revela que já sentiu ciúmes do apresentador do "Jornal Nacional", William Bonner, e justifica o sentimento: "Já não é de hoje que a Mara fica falando sobre sua admiração por ele. Claro ele é um homem boa pinta, charmoso, mas os novinhos estão em alta né!? O meu boa noite é bem melhor (risos). Como uma grande brincadeira, eu quando criança imitava o William Bonner para as idosas de um asilo que tinha em frente à casa onde eu morava todos os dias, agora descobri porque Mara gosta tanto dele (risos)".

O ator afirma que nunca foi deslumbrado com artistas e que isso auxiliou na relação dos dois, quando ele descobriu a importância da Mara Maravilha na história da TV, entre as décadas de 80 e 90.

"Quando a conheci é claro que já tinha ouvido falar, porém não era consumista de seu trabalho, talvez pela idade acabar não lembrando. Hoje convivendo com ela não tem como não conhecer detalhes e dimensão de sua história e não passar admirar e reconhecer seu talento, Mara é completa, aprendo muito. Foi aí que comecei a entender que estava namorando uma pessoa famosa, no início do nosso relacionamento tentamos e conseguimos manter por um bom período em discrição para a mídia, não que isso fizesse que deixássemos de viver, nunca nos escondemos das pessoas, em qualquer situação, nunca deixamos de ser um casal, andar de mãos dadas etc, por preocupação do que iam achar", conta Gabriel, afirmando que nunca teve problemas com sua família em relação ao seu relacionamento com Mara.

Em julho, aceitando o convite da produtora Luana Araujo, inicialmente, Gabriel vai fazer duas apresentações na peça "Santo Chá", em cartaz no teatro Bibi Ferreira, em São Paulo. Porém, Gabriel já prepara para outro desafio nos palcos, a montagem de "Espelhos de Verônica", junto com Leo Áquila e Milene Pavorô.

"Vou atuar e cantar, o bacana é que me deram muita liberdade em contribuir com minhas falas no texto. E estamos em período de leitura da peça que temos a intenção de rodar o Brasil, vai ser muito forte, vai passar uma mensagem e isso acho importante, vou ter dois personagens", diz o rapaz, que pretende atuar, dirigir e produzir um curta-metragem que ele mesmo fez o roteiro. "Claro junto a uma equipe né!?", completa.

"Mara super me apoia em cantar. Gosta muito de me ver atuando, imitando, sempre ri muito comigo. Muito sincera quando acha que não ficou bom, sempre me dá ideias. Tento escutar", finaliza Gabriel.

O jornalista Sandro Nascimento assina colunas e reportagens exclusivas no NaTelinha. Também é correspondente da agência de notícias ZOOMINTV. Twitter: @SandroNascimm / E-mail: sandro@natelinha.com.br



publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!