Reportar erro
Colunas

"Plano B" da Globo supera "plano A" das concorrentes nas manhãs

Território da TV

encontro-anafurtado-lairrenno-marcosveras.jpg
Fotos: Divulgação
Redação NT

Publicado em 01/02/2015 às 11:22:33

Durante boa parte do mês de janeiro, as manhãs da Globo tiveram caras diferentes das habituais no comando do "Mais Você" e "Encontro".

Em férias, Ana Maria Braga e Fátima Bernardes não deixaram programas gravados na gaveta como seria lógico há alguns anos, quando as férias de janeiro eram generalizadas. Para que as atrações se mantivessem competitivas e com o frescor do ao vivo, foram escalados apresentadores substitutos para o período, tal qual no jornalismo.

No "Encontro", Ana Furtado foi a única peça nova escalada, já que Dan Stulbach agora está na Band. Porém o esquema de apresentação é alterado e Marcos Veras e Lair Rennó ganham mais espaço, tornando o formato mais dinâmico para as conversas.

Com dois nomes do elenco fixo nesse modelo, mesmo sem a comandante que está até no nome do programa, ele não perde a identidade e consegue se manter estável e servindo de porta de entrada para informações importantes. Foram muitas as vezes em que Lair Rennó participou de intervenções ao vivo com Evaristo Costa durante os dias de tensão após o ataque terrorista em Paris, por exemplo.
 
Já no "Mais Você", as mudanças foram mais notáveis, já que a dupla André Marques e Cissa Guimarães não estão no convívio diário do telespectador. Mas em três semanas já se fizeram sentir em casa. Com carisma de sobra, os apresentadores tiveram pautas mais animadas que de costume, se aproveitando principalmente do clima de verão.

Ana Maria e Fátima são, como se sabe, nomes consagrados e que fazem jus ao nível em que chegaram, principalmente no mercado publicitário. Mas se constata que caso tenham de se ausentar, seus programas não decaem graças ao bom planejamento.

Enquanto isso, a Record fez também recentemente uma troca definitiva de maneira bem mais abrupta com que a Globo conduziu suas substituições de férias. Celso Zucatelli, Chris Flores e Edu Guedes saíram do "Hoje em Dia" sem nem mesmo se despedirem do público. Edu estava lá desde a criação do programa, em 2005. Seus colegas há mais de cinco anos. E nenhum tchauzinho deram.

Como efeito de comparação, André e Cissa ganharam ontem (30) no "Mais Você" cerca de três minutos para as despedidas após três semanas. E assim os novos comandantes do "HED", César Filho, Renata Alves e Ana Hickmann, já entraram no ar com antipatia de certa parte do público, mesmo sem terem responsabilidade direta e estarem apenas cumprindo o que o comando da emissora lhes definiu.

O mesmo que fizeram ao entrar no ar sem uma boa gravação de pilotos para que fossem testados seus desempenhos no formato e até a química entre eles. Simplesmente jogados no ar para irem se moldando, eles vão fazendo o "valendo" como mero laboratório. E até agora não há acertos em relação ao que era exibido anteriormente.

Na Band, a ida de Luiz Bacci para a "edição Brasil" do "Café com Jornal" também não causou grandes mudanças de audiência. Igualmente definida de forma surpreendente no final do ano passado, ela mostra que a Band repete o que já fez com Luciano Faccioli e a Record também tenta com César Filho: conseguir bons números com um nome forte sem lhe dar conteúdo da mesma envergadura.

Com figuras como Xuxa e Adriane Galisteu fora do ar e até mesmo a recente ausência de Gugu Liberato na telinha, se vê cada vez mais que ter forte alcance de imagem em nada quer dizer render bons índices sem uma sustentação de porte igual.   
 

No NaTelinha, o colunista Lucas Félix mostra um panorama desse surpreendente território que é a TV brasileira.

Ele também edita o https://territoriodeideias.blogspot.com.br e está no Twitter (@lucasfelix)

Mais Notícias