Reportar erro
Colunas

"MasterChef" termina hoje com status de programa do ano na Band

anapaulapadrao-masterchef-coletiva.jpg
Fotos: Divulgação/ TV Band
Thiago Forato

Publicado em 16/12/2014 às 16:32:14

A versão brasileira do bem-sucedido “MasterChef”, originalmente inglês, desembarcou em solos tupiniquins em setembro deste ano, com apresentação de Ana Paula Padrão.

O problema começou aí. Em outros países onde o programa é exibido, em muitos deles não há apresentador. Os jurados por si só conseguem conduzir a atração naturalmente sem a necessidade de uma pessoa específica para esta função.

Após mais de três meses de competição, o “MasterChef” chega ao fim na noite desta terça (16) e quem deveria ter sido eliminada, não foi: Ana Paula Padrão. Destoou do programa desde o início com intervenções desnecessárias, falas nonsense e completamente fora do tom. Entretanto, em nada comprometeu a boa qualidade da produção que escolheu os jurados de forma cirúrgica.

Henrique Fogaça, a argentina Paola Carosella e o francês Erick Jacquin foram grandes acertos. Cada um a sua maneira, com sua peculiaridade. Embora tenham cometido alguns exageros, já que jurados em realities no Brasil ficaram com o estigma de grosseiros, é natural que houvesse comportamentos um pouco mais duros com os competidores.

Os participantes também foram muito bem escolhidos. O público se identificou com alguns deles, o que respingou nas redes sociais gerando repercussão. Era de um programa assim que a Band precisava, que aliasse comentários positivos, qualidade, retorno financeiro e nos números de audiência. O “MasterChef” oscilou pouco, marcando entre 5 e 6 pontos de média, o que às terças-feiras à noite para a emissora é uma proeza que tinha uma “A Liga” que mal passava dos 4.

Aos poucos, o conjunto da obra logo ganhou corpo e fãs, tornando-se o produto da linha de shows mais visto da Band.

Chegou à final quem realmente mereceu: Elisa, Helena e Luís. E logo mais à noite, fica a expectativa de saber como vai suceder a final, que será ao vivo. Dizer que baterá o recorde de audiência da atração é chover no molhado, o que fatalmente vai acontecer. Resta saber como será a mecânica disso tudo.

O “MasterChef” oxigenou a Band e a recolocou em evidência na linha de shows. Ainda bem, uma segunda temporada já está garantida para 2015, bem como a produção de um “MasterChef Junior”, com crianças.
 

Thiago Forato é jornalista, escreve sobre televisão há nove anos e assina a coluna Enfoque NT há três, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele: thiagoforato@natelinha.com.br  |  Twitter: @Forato_

Mais Notícias