Reportar
erro
Populares

5 campeões do BBB que tentaram a carreira política

Os brothers saíram da casa mais vigiada do Brasil e continuaram pedindo votos aqui fora


Montagem de fotos de Diego Alemão, Maria Melilo e César Lima
Diego Alemão, Maria Melilo e César Lima resolveram se aventurar na política - Reprodução/Instagram
Por Jéssica Alexandrino

Publicado em 16/01/2022 às 08:33:27

Falta pouco para a estreia do BBB22  na Globo e alguns brothers com certeza deixarão de lado as profissões que seguiam antes de entrar na casa mais vigiada do Brasil para se aventurar em novas áreas. Não satisfeitos de dependerem do voto popular para vencer o Big Brother Brasil, alguns ex-BBBs deixaram o confinamento e passaram a contar com a confiança do povo para garantir uma vaguinha na câmara dos deputados ou dos vereadores.

,A maioria não conseguiu votos suficientes e teve que abandonar a carreira política antes mesmo de iniciar, mas outros foram tão bem sucedidos que emendaram vários mandatos.

Confira cinco campeões do BBB que tentaram a sorte na política:

Jean Wyllys 

5 campeões do BBB que tentaram a carreira política

Jean Wyllys foi o ex-BBB que teve mais sucesso em sua carreira política. O campeão do BBB5 levou não somente o prêmio de R$ 1 milhão pra casa, como também emplacou dois mandatos de deputado federal do Rio de Janeiro. O professor universitário é filiado ao PSOL desde 2009.

O parceiro de Grazi Massafera no confinamento global foi eleito pela primeira vez em 2010 e reeleito em 2014, como o sétimo candidato mais votado no estado. Em 2018, ele conseguiu se eleger para o que seria seu terceiro mandato, mas não assumiu porque estava recebendo ameaças de morte.

O baiano optou por morar fora do Brasil desde 2019 e já passou por países como Estados Unidos, Alemanha e Espanha.

Diego Alemão

5 campeões do BBB que tentaram a carreira política

Diego Alemão é um dos participantes mais populares da história do Big Brother Brasil, mas não teve o mesmo êxito na política. No BBB7, edição que o consagrou campeão, o paulista conseguiu até mesmo a proeza de unir duas loiras por quem ele se interessou: Fani Pacheco e Íris Stefanelli. O trio se tornou inseparável.

Porém, aqui fora, o administrador de empresas se candidatou a deputado federal pelo Rio de Janeiro em 2014, mas teve menos de cinco mil votos e não conseguiu se eleger.

Alemão era filiado ao PV e, em sua campanha eleitoral, disse que queria retribuir aos eleitores tudo o que eles o ajudaram a conquistar. Ainda nos 30 segundos que tinha para convencer a população, o ex-brother fez uma referência ao reality show e falou em "colocar a corrupção no paredão".

Cida Santos

5 campeões do BBB que tentaram a carreira política

Se Diego Alemão achou uma boa dar uma refrescadinha na memória do povo e mencionar algo que os fizesse lembrar do BBB, Cida Santos optou por não citar o programa que a consagrou campeã em 2004 e parece não ter feito um bom negócio.

Sendo a primeira mulher a vencer o reality da Globo, a ex-babá, filiada ao PTB, apenas perguntou "Lembram de mim?". Aparentemente, os eleitores não lembraram, pois a carioca recebeu apenas 167 votos e não conseguiu se eleger deputada federal pelo Rio de Janeiro.

Maria Melilo

5 campeões do BBB que tentaram a carreira política

Maria Melilo participou do BBB11, protagonizou um triângulo amoroso e se consagrou campeã, levando R$ 1,5 milhão pra casa. No mesmo ano em que venceu o reality, a morena travou uma batalha contra um câncer no fígado e retirou 70% do órgão em uma cirurgia.

Três anos depois, em 2014, a ex-sister anunciou sua candidatura a deputada estadual por São Paulo. Filiada ao PSC, Maria falou sobre a o Big Brother e a doença que precisou enfrentar assim que saiu da casa, mas não conseguiu se eleger. A paulista acumulou pouco mais de três mil votos.

Cézar Lima

5 campeões do BBB que tentaram a carreira política

Vencedor do BBB15, Cézar Lima se candidatou como "vereador voluntário", não queria receber salário. O paranaense tentou uma vaguinha na câmara dos vereadores de Curitiba pouco depois de deixar o confinamento global, mas obteve 3.165 votos e não conseguiu se eleger.

Em sua campanha eleitoral, o ex-brother fez uma paródia da música Camarote, de Wesley Safadão, e prometia "mudar o mundo".

"Faltou pouco. Me sinto triste por não ter sido entendido e feliz porque foram bastante votos, porque tive a adesão de famílias inteiras e porque gastei só R$ 942 do meu bolso na campanha", disse Cézar na época, em entrevista ao G1.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias