Entrou no início

Premiado pela ONU, Renan Souza deixa CNN Brasil: "Preciso de novas experiências"

Renan Souza deixa CNN Brasil após estar desde o começo do canal de notícias


Renan Souza durante trabalho na CNN Brasil;
Renan Souza durante trabalho na CNN Brasil; ele comunicou a decisão para os seguidores nesta sexta (10) - Reprodução/Instagram
Por Daniele Amorim

Publicado em 10/06/2022 às 20:02:00,
atualizado em 10/06/2022 às 20:23:28

Premiado como um dos afrodescendentes mais influentes do mundo, Renan Souza deixa a CNN Brasil após dois anos. O jornalista, que foi reconhecido na lista da ONU (Organização das Nações Unidas) em outubro do ano passado, estava no canal pago desde seu início. Ele fez uma publicação no Instagram para comunicar seus seguidores e limitou-se a dizer de que precisa de novas experiências. Apurado pela reportagem, o jornalista informou sua decisão para seus superiores ainda nesta sexta (10).

"A vida tem seus ciclos e o meu com a CNN Brasil chega ao fim. Deixo a emissora com o coração cheio de gratidão pelas pessoas maravilhosas que conheci e pelo carinho do público que acompanha o canal", começou o jornalista, que participou de várias coberturas da política internacional durante seu trabalho.

Ele completou a postagem ao dizer que está grato com a oportunidade e que sente que completou um ciclo: "Justamente por isso, sinto que preciso de novas experiências e chegar mais longe. Beijos no coração", finalizou. O jornalista também conversou com o NaTelinha e reiterou sua falar de querer trabalhar em outros lugares. "Preciso de novas experiências e oportunidades. Por isso, tomei a decisão de sair da CNN", disse. 

Honraria internacional 

Premiado pela ONU, Renan Souza deixa CNN Brasil: \"Preciso de novas experiências\"

Em outubro do ano passado, o ex-editor internacional da CNN Brasil foi escolhido pela ONU para estar na lista global dos afrodescendentes mais influentes do mundo. Ele foi colocado na lista da área de cultura e mídia e "dividiu" espaço com outros dois brasileiros: a cantora Iza e o cantor Leo Santana. Já os senadores  Paulo Paim (PT-RS) e Erica Malunguinho (PSOL-SP) foram mencionados no segmento da política. 

Na época, o jornalista comentou sobre essa honraria em uma publicação no Instagram. "Que alegria receber hoje, oficialmente, o meu certificado como um dos Afrodescentes Mais Influentes do Mundo (MIPAD). A iniciativa faz parte da Década Internacional para Pessoas de Descendência Africana (2015-2024), declarada pela Assembleia Geral da ONU", falou.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
TAGS:
Mais Notícias