Loop infinito

Globo muda protocolo e Luciano Huck dispara: "Todo mundo de máscara de novo"

Emissora havia relaxado protocolos contra Covid-19 há duas semanas, mas se viu obrigada a voltar atrás


Luciano Huck apresenta do Domingão com Huck na Globo
Luciano Huck apresenta do Domingão com Huck na Globo
Por Helder Vendramini

Publicado em 05/06/2022 às 20:19:00,
atualizado em 05/06/2022 às 20:35:51

O Domingão com Huck precisou rever seus protocolos de segurança por conta do avanço mais recente da Covid-19. O apresentador Luciano Huck informou neste domingo (5) a nova orientação da emissora, para que as pessoas da plateia voltassem a utilizar máscaras.

Huck iniciou o programa já com a novidade: "O Domingão está no ar para todo o Brasil. Muito bem-vindos à nossa mistura. Eu vou dar um boa noite para a galera", disse, e, direcionando-se à plateia, completou: "Como é que vocês estão? Muito prudente todo mundo de máscara de novo, mas faz parte".

As novas determinações vieram apenas duas semanas depois de a Globo ter relaxado os protocolos de segurança contra a doença causada pelo vírus Sars-Cov-2 e na semana em que os casos positivos para a doença voltaram a subir no Brasil, aumentando em cerca de 30%.

Todas as emissoras estão atentas à situação e buscam soluções para seus interiores, especialmente para seus programas de auditório, que recebem centenas de pessoas todos os dias de gravação.

Além dos integrantes da plateia, as equipes técnica e de produção também foram orientadas a seguir o procedimento, permanecendo com máscaras durante todo o período em que estiverem em gravação.

Pandemia de Covid-19

Globo muda protocolo e Luciano Huck dispara: \"Todo mundo de máscara de novo\"

Desde o fim de 2019, o mundo vive um clima de vai-e-vem com os protocolos de segurança contra a COVID-19. A doença, ainda em fase de estudos, não apresenta um comportamento padrão, dificultando a descoberta de medicamentos efetivos no combate.

Derivada de um Coronavírus, denominado Sars-Cov-2, a Covid-19 foi descoberta primariamente na China e espalhou-se para todo o mundo, causando pânico e fazendo com que governos e empresas precisassem adotar protocolos rígidos de segurança.

De acordo com o consórcio de veículos de imprensa que apura e consolida dados recebidos pelos estados sobre a doença, foram registradas 25 mortes nas últimas 24 horas, levando a média móvel para 87, o que indica uma estabilidade limítrofe.

Mais Notícias