Lembranças difíceis

Gabriel Luiz, repórter esfaqueado da Globo, recorda: "Alguma coisa dizia que não ia morrer"

Repórter falou ao Encontro sobre recuperação e momentos de tensão


Gabriel Luiz no Encontro gesticulando
Gabriel Luiz recorda momentos difíceis e fala sobre recuperação - Foto: Reprodução/TV Globo
Por Redação NT

Publicado em 09/05/2022 às 11:12:45,
atualizado em 09/05/2022 às 11:22:32

Gabriel Luiz, repórter da Globo esfaqueado em abril, contou ao Encontro nesta segunda-feira (9) que não percebeu que se tratava de um assalto. Faixa laranja de defesa pessoal, o jornalista pensou que era alguém brincando. "Aí vi a pessoa esfaqueando e disse: 'o negócio é sério'. [...] Alguma coisa de dentro dizia que eu não ia morrer", disse.

Ele recordou que depois de tudo, ao acordar no hospital, queria apenas tirar os fios e ir embora. "O que eu queria fazer no hospital era tirar os fios e ir embora logo. Fui redescobrindo uma cicatriz, até na hora do momento, eu não sabia que era tão grave. Os vizinhos me ajudaram. Também não tinha a dimensão de tudo que eu tinha sido atingido", lamentou.

"Não percebi que era um assalto. Ele me pegou pelo pescoço, sou faixa laranja de defesa pessoal, pensei que era alguém doido brincando. Aí vi a pessoa esfaqueando e disse: 'o negócio é sério'. Lembro de tudo que aconteceu. Não lembro em detalhes, foi tudo muito rápido, lembro de tudo como aconteceu, gritava 'vai embora e me deixa em paz', e fui correndo até a portaria."

Gabriel Luiz recordando o momento das facadas

O drama de Gabriel Luiz

Gabriel Luiz, repórter esfaqueado da Globo, recorda: \"Alguma coisa dizia que não ia morrer\"

O repórter diz agora que não pode exagerar na dieta e comer gorduras por conta do pâncreas que se recupera e mostoru o dedinho da mão, que não está subindo. Ele também contou que sempre sonhou em trabalhar na Globo. "Deu tudo certo no fim das contas. Deu tudo muito certo", agradeceu.

"Era meu sonho, passava em frente ao prédio [da Globo] e dizia vou trabalhar aqui, vou trabalhar aqui. Deu tudo certo no fim das contas. Deu tudo muito certo", continuou.

Gabriel Luiz foi homenageado pelos seus colegas na Globo DF e muitos ressaltaram seu bom humor. Não há data para que ele volte aos trabalhos. O jornalista foi atingido por 10 facadas em várias partes do corpo.

José Felipe Tunholi, que tem 19 anos, confessou ter esfaqueado o jornalista, com a ajuda de um adolescente de 17 anos. O jovem está preso na cadeia da Papuda, enquanto o menor está em uma unidade de internação para menores infratores.

Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias