Reportar
erro
Contagem regressiva

Gabriel Luiz: Repórter da Globo esfaqueado volta às redes e conta novidade médica

Gabriel Luiz atualizou seu estado de saúde e contou notícia dos médicos


Gabriel Luiz com microfone da Globo na mão
Repórter da Globo esfaqueado relata perspectiva médica - Foto: Reprodução
Por Redação NT

Publicado em 04/05/2022 às 18:49:00,
atualizado em 04/05/2022 às 18:49:05

Gabriel Luiz, repórter da Globo esfaqueado em Brasília em abril, após uma tentativa de assassinado, atualizou a perspectiva médica sobre sua alta do Hospital Brasília, no Lago Sul da capital brasileira. Segundo o jornalista, ele deixará a unidade de saúde na próxima sexta-feira (6), conforme informou os médicos para o comunicador nesta quarta-feira (4).

"É oficial: os médicos acabaram de me dizer que minha alta tá prevista pra sexta! Vou sextar demais da conta!", comemorou o repórter nas redes sociais. No hospital, ele passou por diversas cirurgias, por causa dos ataques.  No dia 19/4, o profissional recebeu alta da UTI e foi para um quarto, onde se recuperou bem.

O funcionário da Globo foi esfaqueado por dois homens no dia 14 de abril, perto do prédio onde mora, sendo atingido por dez facadas em várias partes do corpo.

José Felipe Tunholi, que tem 19 anos, confessou ter esfaqueado o jornalista, com a ajuda de um adolescente de 17 anos. O jovem está preso na cadeia da Papuda, enquanto o menor está em uma unidade de internação para menores infratores. 

Repórter da Globo esfaqueado deu depoimento à polícia

imagem-texto

Para a investigação na polícia civil, Gabriel relatou detalhes das agressões. "Ele recorda que esses dois elementos teriam se aproximado dele e que ambos teriam, antes de qualquer agressão, teriam mencionado 'acabou' ou 'perdeu'. Gabriel não recorda exatamente qual palavra foi e que no momento seguinte, logo depois, começaram as agressões com faca", afirmou o delegado  Petter Ranquetat, da 3ª Delegacia de Polícia, do Cruzeiro.

"O Gabriel narrou que, pela quantidade de facadas, eles tinham o intuito de matá-lo. Mas os fatos, a conjugação do com a subtração, é latrocínio tentado", completou. A Polícia Civil qualificou o caso como latrocínio tentado, já que os suspeitos tentaram assassinar o repórter após roubá-lo. 

 

 

 

Siga a gente no Instagram

Acompanhe nosso perfil e fique por dentro das quentinhas da TV e famosos

ACESSE!
Mais Notícias
Outros Famosos