Reportar
erro
Quase 100%

Após acidente, Mariana Becker volta à Band com ajuda de patinete para se locomover

A repórter estará no Grande Prêmio da Emilia-Romagna de F1


Mariana Becker de roupa azul escura montada em patinete com perna esquerda imobilizada
Mariana Becker já posou montada em patinete para cobrir Fórmula 1 - Reprodução/Instagram
Por Redação NT

Publicado em 21/04/2022 às 15:49:50,
atualizado em 21/04/2022 às 16:02:50

Mariana Becker está prestes a voltar ao trabalho após mais de dois meses afastada por conta de um acidente que ela sofreu nas férias. A repórter rompeu os ligamentos do tornozelo esquerdo enquanto esquiava e precisou passar por uma cirurgia para implantar uma placa e parafusos.

O retorno da jornalista está marcado para o próximo fim de semana, no Grande Prêmio da Emilia-Romagna de Fórmula 1, na Itália. De acordo com informações do colunista Flávio Ricco, do R7, Becker fará reportagens para a Band ao lado de Felipe Kieling tanto no sábado (24), na corrida sprint, quanto no domingo (25), no GP.

Em seu perfil no Instagram, a jornalista publicou uma foto montada em um novo meio de locomoção. "Pronta pra rodar pelo Autódromo Dino e Enzo Ferrari, graças aos guris Fittipaldi! Patinete usada pelo Pietro Fittipaldi quando se machucou e depois pelo Enzo Fittipaldi. Herdei até ficar boa. Obrigada, prometo cuidar bem e devolver em junho, lavada, polida e perfumada", escreveu ela, na legenda da publicação.

Band fecha com Mariana Becker após tirar Fórmula 1 da Globo

Após acidente, Mariana Becker volta à Band com ajuda de patinete para se locomover

Mariana Becker se acertou com a Band no início do ano passado para fazer parte da cobertura da Fórmula 1. A jornalista esteve na Globo durante 27 anos e ficou durante muito tempo responsável pelas reportagens da categoria. Contudo, sem os direitos das provas para 2021, ela acabou sendo demitida e agora está em vias de assinar contrato com o canal do Morumbi, nova casa das corridas.

Mariana esteve quase três décadas na Globo, sendo que ficou 13 anos como correspondente na Europa para a Fórmula 1. Sua saída acabou não causando surpresa, já que a categoria não pertence mais à emissora e migra para a programação da Band.

Durante a pandemia do novo coronavírus, em 2020, Becker foi uma das poucas profissionais da emissora que continuou viajando. Isto porque a competição automobilística continuou tendo provas, enquanto outros esportes ficaram paralisados em todo o mundo ao longo de algumas semanas.

A jornalista de 49 anos nasceu em Porto Alegre e até iniciou carreira na Band local. Sua contratação pela Globo ocorreu rapidamente, em 1994, trabalhando sempre no jornalismo esportivo. Em 1995, chegou ao Rio de Janeiro e foi promovida em 2008, quando se tornou a repórter titular da Fórmula 1, substituindo João Pedro Paes Leme.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias