Reportar
erro
"Milagre"

Apresentador do SBT volta ao trabalho após sofrer parada cardíaca ao vivo: "Quase morte"

Rafael Silva, de 36 anos, descobriu um problema cardíaco congênito e precisou passar por uma cirurgia


Rafael Silva, de terno e gravata, no estúdio da TV Alterosa
Rafael Silva, apresentador da TV Alterosa, afiliada do SBT, sofreu um mal súbito ao vivo - Reprodução/Instagram
Por Marcela Ribeiro

Publicado em 09/02/2022 às 07:55:35,
atualizado em 09/02/2022 às 11:20:31

Rafael Silva, 36 anos, apresentador da TV Alterosa, afiliada do SBT em Minas Gerais, passou por um susto em janeiro quando desmaiou ao vivo após sofrer uma parada cardíaca durante a apresentação do telejornal do canal. Socorrido às pressas pelo Corpo de Bombeiros, o jornalista foi encaminhado para um hospital da cidade, e sofreu ao menos cinco paradas cardíacas até chegar ao local.

Recuperado após passar por uma cirurgia para a colocação de um desfibrilador, um aparelho conectado no peito durante 24 horas que emite  um choque na hora se o coração parar de bater, Rafael voltou a trabalhar na segunda-feira (7) e conversou com o NaTelinha sobre seu retorno.

"Emocionalmente a gente fica comovido, no começo dá medo porque o que passei foi muito grave, todos os médicos relatam isso para mim. Hoje em dia é um sentimento de gratidão, de estar vivo, é emocionante. Segunda foi um dia de muito choro com os colegas de trabalho que ajudaram a salvar minha vida, que me deram os primeiros socorros de fazer massagem cardíaca ainda dentro do estúdio quando tive a primeira parada, então é muito emocionante estar de volta".

Por enquanto, o jornalista não pode dirigir e nem voltar para a academia, fora isso sua vida volta ao normal aos poucos. "Moro sozinho, não tem restrição por isso, com esse aparelho estou bastante seguro, mas no trabalho, não posso ficar em pé muito tempo porque ainda sinto um cansaço nas pernas. Participo do jornal da hora do almoço sentado, à noite faço em pé porque são só 20 minutos, então é mais tranquilo".

Durante a internação os exames apontaram que Rafael tem um problema na válvula do coração congênito.  "É muito louco passar por uma experiência de quase morte, mudou a minha percepção. Falo que todo mundo tinha que aprender um pouco com tudo o que aconteceu comigo. Mudou a minha percepção de deixar as coisas para amanhã, nada meu mais é para amanhã, tudo é para hoje", conta ele, que atribui sua recuperação a um milagre.

"Tenho muita fé, sou muito religioso. Eu e minha família somos católicos, então a gente acredita em milagre sim. Eu ouvi todos os médicos falarem que é muito difícil alguém sobreviver ao que passei. Acredito que ainda tenho uma missão aqui, ainda não sei qual, mas vou ter que descobrir".

Médico diz que mal súbito do jornalista do SBT não tem relação com vacina

Rafael Silva sofreu o mal súbito seis dias depois de ter tomado a dose de reforço da vacina contra a Covid-19. Por conta disso, várias pessoas anti-vacinas encheram as redes sociais dele de mensagens atribuindo a causa das paradas cardíacas à vacina, o que foi descartado pelo médico, Henrique Barroso Moreira, cardiologista e membro da equipe de Arritmias do Instituto Orizonti, que está acompanhando o caso do Rafael.

"Não encontramos nos exames todos que foram feitos no Instituto Orizonti nenhuma alteração que sugerisse que o episódio tenha relação com a vacina", explica.

“No caso do Rafael os exames de ressonância não apresentaram nenhum sinal de efeitos colaterais que possam ser atribuídos a vacina”, completou o médico.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias