Reportar erro
Comunicado

Disney anuncia o fim de cinco canais na América Latina

A empresa alega que a grande maioria deste conteúdo migrará para o streaming

Desenhos do Disney XD com logo do canal
O Disney XD está entre os canais que a empresa vai retirar do ar na América Latina - Reprodução/Disney
Redação NT

Publicado em 12/01/2022 às 14:25:18,
atualizado em 12/01/2022 às 14:46:36

Em uma carta destinada às operadoras de TV por assinatura, a Disney anunciou que cinco de seus canais fechados chegarão ao fim na América Latina em 31 de março deste ano. No comunicado, a empresa menciona Disney XD, Nat Geo Wild, Nat Geo Kids, FXM e Star Life. No Brasil, esse último deve ser substituído pelo CineCanal, marca herdada com a compra da Fox, que ainda não estava presente por aqui.

Os desligamentos corresponde à uma estratégia da Disney, que está migrando seu conteúdo para o Disney+, plataforma de streaming da casa de Mickey Mouse.

Em outubro do ano passado, Disney Channel e Disney Junior foram retirados do ar na Ásia, Austrália, Nova Zelândia e no Reino Unido em virtude desta mesma tática. A América Latina, incluindo o Brasil, ainda não havia sofrido grandes efeitos desse plano.

Disney pode tirar canais premium da TV paga

Em agosto de 2021, quando o Star+ estava prestes a estrear, o NaTelinha já havia apostado que a Disney poderia deixar de comercializar seus canais premium na TV por assinatura. O fato já estava acontecendo no México, na operadora Izzi, que, na ocasião, comunicou aos clientes que eles seriam desligados a partir de 31 de janeiro de 2022.

Em um país mais perto, mais precisamente na Bolívia, os assinantes da Tigo já não conseguem mais acessar os canais Star na TV linear desde meados do ano passado. A tendência é que isso também aconteceria no Brasil nos meses seguintes.

O Grupo Disney deve fortalecer seus serviços por streaming, abandonando as operadoras. A operação visa o lucro sem intermediário e novos assinantes, já que os esforços estarão concentrados na plataforma.

 

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
TAGS:
Mais Notícias