Baixaria

Apresentador da Band xinga Ivete Sangalo ao vivo: "Vagabunda, velha, feia e frouxa"

Luiz Almir não gostou do posicionamento da cantora contra Jair Bolsonaro em show


Montagem de fotos de Luiz Almir e Ivete Sangalo
Luiz Almir disse que Ivete Sangalo envergonha as mulheres - Reprodução/Instagram
Por Redação NT

Publicado em 05/01/2022 às 14:07:33,
atualizado em 05/01/2022 às 15:44:39

Luiz Almir, apresentador da Band Rio Grande do Norte, não gostou de Ivete Sangalo ter incentivado coro contra o presidente Jair Bolsonaro durante um show realizado em Natal no fim do ano passado. Além de apresentar o Nordeste Urgente na Band RN, o comunicador também comanda o  O Povo no Rádio, na 96 FM, e desferiu várias ofensas contra a cantora ao vivo em seu programa de rádio. "Uma cantora que já tá em decadência, que envergonha o nome das mulheres. Eu gostava, não escuto. Em uma televisão, se ela tiver cantando eu mudo de canal. E queria que todo mundo fizesse isso, o Rio Grande do Norte fizesse isso", começou a criticar.

"A vagabunda da Ivete 'Sangala' vem fazer um show pra ganhar dinheiro do povo besta do Rio Grande do Norte, em um hotel cinco estrelas cujo dono deve ser irresponsável também, pois se fosse no meu hotel eu tinha botado ela pra fora. E ela ficou cantando e gritando 'manda Bolsonaro tomar no c*, não tô ouvindo não'... E o povo gritando, os esquerdistas doentes gritando", continuou, falando sobre a apresentação de Ivete em seu estado.

"Ela foi paga pra cantar. E não é porque é Bolsonaro não. Podia ser Lula, Antônio, Pedro, Manoel... Não importa quem fosse. Ninguém tem o direito de ir cantar, juntar o povo que paga pra ver o show de uma mulher que já está em decadência, velha, feia, frouxa, e a vagabunda fica mandando a maior autoridade do país tomar no c* em pleno microfone em um hotel cinco estrelas", disse, acrescentando ainda que se fosse em outros lugares Ivete teria "levado ovo na cara".

"Fica aí o meu protesto pra essa cantorazinha de quinta categoria. Fique na Bahia", completou Luiz Almir, dizendo ainda que quem mandou milhões de reais para ajudar as vítimas das chuvas no estado baiano foi Bolsonaro. "O Papa disse 'quem respeita a mulher, respeita Deus', é verdade. Sem a mulher nós não existiríamos, a mulher é a mãe, que nos dá a vida. Mas tem mulher vagabunda, dessa qualidade, que vem ganhar 150, 200 mil 'conto'  pra cantar em um hotel e fica mandando a maior autoridade do país tomar no c*. Não tenho nada a ver com o show dela. Mostrou o nível, a falta de educação, de nível, e o quanto ela envergonha o nome de ser mulher. Deveriam até examinar, será que aquilo ali ainda é mulher?", finalizou.

Procurada pelo NaTelinha, a rádio 96 FM disse não concordar com a fala do comentarista, mas afirmou que "toda manifestação é válida". "A opinião do comunicador não se coaduna com a da emissora. Ivete Sangalo é reconhecidamente uma das maiores artistas do país, independente de posicionamentos políticos/ideológicos em sua vida pessoal ou profissional. Numa sociedade livre, toda manifestação é válida. E o contraditório é o pressuposto fundamental para manutenção de uma democracia.  A 96 FM é uma defensora intransigente da liberdade de expressão.
Seja de direita, de centro ou de esquerda."

Confira o trecho do programa de rádio em que Luiz Almir criticou Ivete Sangalo:

 

Vídeo: Ivete Sangalo incentiva coro contra Bolsonaro em show: "Ei, Bolsonaro, vai tomar no c*"

Imagens de Ivete Sangalo em um show puxando coro contra o presidente Jair Bolsonaro viralizou no último sábado (30) nas redes sociais. Na gravação realizada em Natal (RN), a cantora incentivou a plateia com uma dancinha enquanto os fãs gritavam "Ei, Bolsonaro, vai tomar no c*". Quando o coro aumentava, a cantora mais incentivava. "Não ouvi! Tá baixinho! Vai acabar escutando de tão alto que foi", disse Ivete em show.

Vale lembrar que Ivete sempre foi criticada por não se posicionar sobre questões políticas, principalmente envolvendo temas mais polêmicos. Em junho, a artista se pronunciou pela primeira vez contra o governo Bolsonaro.

Ivete Sangalo não se calou sobre as críticas que o chefe do executivo vem enfrentando na luta contra o novo coronavírus (Covid-19). "Esse governo que aí está não me representa nem mesmo antes da ideia dele existir", publicou no início da tarde de terça-feira (22) no Instagram.

A cantora começou a postagem explicando que esse é um momento necessário para não deixar dúvidas no ar acerca do seu posicionamento. Após dizer que Bolsonaro não a representa, prosseguiu: "E isso vamos resolver quando unirmos forças nas próximas eleições através do voto".

"Agora vamos nos unir em prol do que podemos fazer nossos espaços para driblar essa desorganização que são: o uso de máscaras, higienização, vacinas e o que mais for necessário. Então, que possamos nos vacinar. Eu sou a favor de vacina para todos", encerrou Ivete. 

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias