Reportar erro
Há três semanas

Marília Mendonça: Em última apresentação na TV, cantora revelou "projeto da vida"

No Domingão com Huck, rainha do feminejo interagiu com fãs e falou da parceria com Maiara e Maraisa

Marília Mendonça em entrevista ao Domingão com Huck. Na foto, ela segura um microfone e usa uma blusa amarela com manchas pretas
“Esse é realmente o projeto das nossas vidas”, relatou Marília Mendonça, no Domingão com Huck, ao falar da turnê As Patroas - Foto: Reprodução/Globo
Redação NT

Publicado em 06/11/2021 às 14:50:00,
atualizado em 06/11/2021 às 14:59:50

Marília Mendonça fez sua última apresentação na TV há cerca de três semanas, com Maiara e Maraisa no Domingão com Huck, na Globo. Em 17 de outubro, a cantora de 26 anos, que morreu em um acidente de avião em Piedade de Caratinga (MG), interagiu com fãs e revelou que estava dedicada ao que seria o projeto de sua vida.

“Esse é realmente o projeto das nossas vidas”, relatou Marília Mendonça, há três semanas, no Domingão com Huck, ao falar da turnê As Patroas, com Maiara e Maraisa. “É onde estamos podendo usar nossa criatividade, trabalhando com outras formas de arte, realizando desafios de vida mesmo, que nunca imaginamos que íamos conseguir.”

No programa de Luciano Huck, o trio divulgou a turnê que passaria por diversas capitais brasileiras. Na participação, elas realizaram o sonho de uma fã, que enviou uma carta para Huck, dizendo que ela e sua mãe gostariam de conhecê-las. “A gente está muito feliz de ser inspiração para vocês”, disse Marília, na ocasião.

Ao longo da participação no Domingão, As Patroas cantaram sucessos como Infiel, Medo Bobo e Motel Afrodite - este terceiro hit, mais recente. Elas ainda brincaram ao cantar versos de 50 Reais, canção de Naiara Azevedo que fez sucesso em 2016, com a correção inflacionária. O trio se divertiu tentando trocar os R$ 50 da letra por R$ 85,33.

Relembre trechos da última apresentação de Marília Mendonça na TV:

Marília Mendonça e outras quatro pessoas morreram em acidente de avião em MG

O velório de Marília Mendonça, realizado neste sábado (6), no Ginásio Goiânia Arena, deve reunir cerca de 100 mil pessoas. A Secretaria Municipal de Mobilidade divulgou que vai ter um cortejo do ginásio ao Cemitério Memorial Parque, onde ela será enterrada por volta das 17h30, tendo a presença apenas de familiares.

A sertaneja e outras quatro pessoas morreram após a queda de uma aeronave de pequeno porte que caiu em uma região perto de uma cachoeira na cidade de Piedade de Caratinga, no interior de Minas Gerais, na última sexta-feira (5). Os corpos da artista e do tio, Abicieli Silveira Dias, serão velados juntos.

A liberação dos corpos da cantora, do tio e do produtor pelo IML (Instituto Médico Legal) aconteceu na madrugada de hoje. Advogados da família de Marília foram os responsáveis por cuidar dos trâmites burocráticos com a funerária. Os corpos de Mendonça e o familiar saíram de Minas Gerais e foram levados para Goiânia.

A aeronave, um bimotor Beech Aircraft, da PEC Táxi Aéreo, de Goiás, prefixo PT-ONJ, com capacidade para seis passageiros, decolou de Goiânia com destino a Minas Gerais. O acidente ocorreu por volta de 15h30 e os dois últimos corpos foram resgatados por volta de 18h45. As investigações sobre as causas do acidente serão realizadas pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticas (Cenipa), do Comando da Aeronáutica. 

Um caderno com letras inéditas de Marília Mendonça foi encontrado no avião neste sábado (6). As informações foram concedidas pelo advogado de Marília Mendonça, Luiz Maurício, ao jornal O Tempo. Ele afirmou que o caderno com composições inéditas e outros pertences, como um violão, serão entregues à família.

 



Mais Notícias