Reportar erro
Exclusivo

Alê Oliveira fala de projetos após saída da Turner: "Tento levar minha vida"

Comentarista tem investido no seu canal no YouTube

Alê Oliveira sorrindo
Alê Oliveira falou um pouco mais da sua carreira - Foto: Reprodução
Naian Lucas

Publicado em 27/10/2021 às 06:23:00

Neste ano, Alê Oliveira não renovou seu contrato com a Turner e saiu do Estádio 97, em maio, dedicando-se ao seu canal no YouTube. O comentarista relata com exclusividade ao NaTelinha que tem trabalhado para se reinventar, criar novos conteúdos no mundo digital e toca na polêmica envolvendo sua ex-esposa. Apesar de estar fazendo sucesso na internet, ele confessa que sente falta de comentar futebol ao vivo e revela que há um plano para transmitir jogos pela web.

“O que eu mais sinto falta é de comentar os jogos, porque é a minha formação, dentro do futebol e do futsal, como jogador e treinador. A minha percepção do jogo, da avaliação, na análise ali no comentário faz parte da minha vida. A minha experiência de campo e bola que sempre coloco à disposição do telespectador e me sinto muito à vontade. Até sai uma brincadeiras porque estou em casa falando de futebol”, explica.

Atualmente, canais e plataformas de streaming estão adquirindo direitos de transmissões de campeonatos dos mais variados lugares do mundo e claro que o nome de Alê sempre é especulado pela mídia. Porém, quando indagado sobre o assunto, ele deixa claro que seu pensamento está no YouTube e há grande possibilidade de fazer transmissões de jogos pela internet.

“Eu tento levar minha vida e minha carreira sem ficar esperando. Eu vou e corro atrás, como tenho feito com o canal do Alê, que tem programação em dois períodos, às vezes, três períodos no mesmo dia. A gente tá tentando começar a fazer transmissões de jogos. É um projeto que a gente vem estudando há algum tempo. A única coisa de concreto que eu tenho é o meu canal”, pontua.

Alê Oliveira e a vida pessoal

No fim do ano passado, Alê foi afastado dos canais Turner por conta de um problema familiar. Sua ex-esposa fez sérias acusações contra o comentarista, que se defendeu nas redes sociais na época, relatando que o relacionamento tinha seus conflitos, como qualquer casal.

Só que o episódio resultou na sua saída da televisão, fora que ele não tem autorização para ver sua filha. Sincero, o também treinador fala da sensação de toda a confusão que ocorreu na sua vida.

“Eu acho que tive que me reinventar, porque o tribunal da internet é muito cruel. Ele ouve um tipo de declaração, que não tem nenhum tipo de fundamento, não tem nenhuma prova, só tem maldade e mentira e toma aquilo como verdade absoluta. Não quer saber da outra versão ou se aquilo tem algum tipo de fundamento, procedência ou embasamento".

Alê Oliveira

“Então o tribunal da internet é muito cruel e, infelizmente, tem gente que se leva muito por isso, o que acaba fechando algumas portas. Mas isso é o de menos para mim, porque eu sempre gostei de trabalhar, trabalhei em muita coisa e acabo me arrumando de algum jeito, como tenho feito neste estágio da minha vida. O que eu sinto realmente bastante é ficar longe da minha filha, que é a pessoa que mais amo e que, infelizmente, não tenho contato vai completar um ano”, completa.

Tensão política

Alê começou a carreira de comentarista na ESPN e por lá ficou durante 17 anos. No início, apenas tinha como função falar de jogos de futsal. Pouco a pouco, ganhou espaço na emissora e passou a analisar partidas de futebol em programas como Bate Bola do período da tarde.

Com as redes sociais, Oliveira se tornou uma figura querida pelo público e o seu famoso decreto viralizou na web. Com o sucesso, veio também a exposição e sua saída da ESPN acabou não sendo de forma positiva. Nos últimos anos, ele tem dito em algumas entrevistas que se sentiu prejudicado em certas situações por não fazer parte de grupos políticos, seja de esquerda ou direita.

A reportagem destaca que a primeira contratação dele na televisão partiu de José Trajano, ex-número 1 da ESPN Brasil. Por conta disso, Alê foi questionado sobre o que mudou de 2000 pra cá em relação ao assunto.

“O Trajano me deu o primeiro contrato na ESPN, só que esse radicalismo político se acentuou de um tempo pra cá. Eu não sou nem de um lado e nem do outro. Mas, de alguma forma, isso causa algum incômodo. Mas eu acho que a diferença que eu assinei meu primeiro contrato como profissional comunicador e comentarista para agora é que vivemos um momento muito mais delicado, onde o radicalismo acaba tomando conta".

Alê Oliveira

Sucesso no YouTube

Atualmente, Alê tem feito sucesso na internet e ele admite que não esperava tamanha recepção positiva. “Na verdade, alguns amigos já me falavam isso, que seria assim, que eu teria condição de carregar minha audiência e realmente fiquei muito feliz com isso. O YouTube é uma das minhas fontes de renda. Hoje, graças a Deus, tenho uma parceria com um site de apostas KTO e com o Estação SP, que é um centro de esporte de areia e entretenimento lá no Tatuapé. Na função, principalmente destes três fatores, as coisas estão caminhando bem neste aspecto”, comenta.

Ele também fala do sucesso do programa Os Cancelados. “Os Cancelados tem sido um projeto muito bacana e vem alcançando números importantes, tem agradado muita gente, muitos inscritos. No projeto original, além do Pilhado, tinha também o Rica Perrone. O Rica tem outras prioridades neste momento e aí eu achei pro bem, junto com o Pilhado, a gente chamar um convidado fixo para aquele dia. Porque aí você dá uma oxigenada melhor, todo mundo fica mais motivado, cada um tem um estilo diferente. Então a gente consegue fazer isso e o programa tem, no final das contas, um equilíbrio bacana”, detalha.

“Porque na segunda traz informações com Nicola, na terça tem um olhar mais aguçado do Fui Clear, na quarta tem o humor do Dih Lopes, na quinta tem o Gui Pallesi, que é um jornalista que sempre me dei muito bem, e na sexta, que é o dia para soltar as musculaturas, tem as imitações do Rudy Landucci. Então a gente consegue fazer um equilíbrio muito importante e graças ao bom Deus do YouTube as coisas têm caminhado muito bem”, conclui.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias