Reportar erro
Troca

Globo anuncia mudanças na presidência para 2022; saiba detalhes

João Roberto Marinho e Paulo Marinho substituem Jorge Nóbrega na presidência do Grupo Globo

Paulo Marinho  sozinho e sentando em uma cadeira ao lado de Jorge Nóbrega
Paulo Marinho substitui Jorge Nóbrega na presidência do Grupo Globo - Sergio Zalis/Globo
Redação NT

Publicado em 14/10/2021 às 12:57:00,
atualizado em 14/10/2021 às 13:00:17

A Globo promove mudanças na presidência a partir de 2022 e anunciou nesta quinta-feira (14) as novidades. João Roberto Marinho assumirá a presidência do Grupo Globo e Paulo Marinho, atualmente diretor de Canais da Globo, comandará a Globo. Eles substituirão Jorge Nóbrega, atual presidente executivo do Grupo Globo e da Globo.

Em nota enviada à imprensa, a emissora diz que nos próximos três meses, Jorge Nóbrega e Paulo Marinho conduzirão juntos o processo de transição na Globo e afirma que substituição já estava planejada há algum tempo e "faz parte da jornada de profunda transformação digital da empresa, que foi iniciada por Nóbrega em setembro de 2018 e que estará a cargo de Paulo Marinho a partir do ano que vem".

Jorge Nóbrega não deixará a Globo após mudança

Jorge Nóbrega, de 67 anos, atua nas empresas do Grupo Globo desde 1996 e desde 2017 assumiu a presidência do Grupo, sendo o primeiro presidente que não faz parte da família Marinho. Com a mudança, João Roberto Marinho assume o Conselho de Administração e também do Grupo Globo - formado pela Globo, pela Editora Globo, pelo Sistema Globo de Rádio, pela Globo Ventures e pela Fundação Roberto Marinho.

Nóbrega não deixará a empresa e integrará o Conselho de Administração do Grupo Globo, que, presidido por João Roberto Marinho, é composto por Roberto Irineu Marinho e José Roberto Marinho, como vice-presidentes, e por Paulo Marinho, Roberto Marinho Neto e Alberto Pecegueiro, como conselheiros.

"João Roberto Marinho seguirá também no comando do Conselho Editorial, responsável por discutir e propor orientação e alinhamento em questões editoriais, e do Comitê Institucional, que tem o papel de acompanhar e propor linhas de atuação para as relações institucionais do Grupo Globo", diz um trecho da nota.

A empresa destaca no texto que a gestão de Jorge Nóbrega foi marcada pela revisão estratégica do negócio e pela adoção de um novo modelo operacional:

"Com o apelido de “UmaSóGlobo”, unificou, sob a marca Globo, a TV Globo, a Globosat, a Globo.com, o Globoplay, a diretoria de Gestão Corporativa e a Som Livre - recentemente vendida para a Sony Music. Sob a sua direção, a Globo transformou-se numa empresa mediatech, com a qualidade de seus conteúdos fortemente apoiada pela tecnologia e voltada para o relacionamento direto com o consumidor".

Paulo Marinho, 44 anos, está na empresa desde 1998 e é diretor de Canais da Globo desde 2020 e tem sido uma liderança importante na consolidação da estratégia D2C da empresa, que agora, sob a sua direção, ganhará novo impulso com mudanças que serão divulgadas em breve.

"O compromisso de continuidade e evolução estará refletido também na estrutura da empresa, que, com as oportunidades trazidas pelas movimentações, terá naturais ajustes, a serem detalhados até o fim do ano", diz a nota.

A partir de fevereiro de 2022, Paulo assume o comando da Globo que hoje abrange não apenas o canal de TV aberta, mas também os 26 canais de TV por assinatura; o Globoplay, e serviços e produtos digitais, como o G1 no jornalismo, o GE.globo no esporte e o Gshow no entretenimento, entre outros.

Participe do nosso grupo no Facebook

Um canal aberto entre o NaTelinha e o internauta, para debate sobre os assuntos da televisão, bastidores, novelas, reality, famosos, audiências, análises e muito mais. Participe!

Participar
Mais Notícias