Reportar erro
Crime

Cinegrafista do SBT é esfaqueado em assalto

Operador de câmera aguardava ônibus para ir para a emissora

Selfie do cinegrafista segurando um tripé; Logo SBT
Cinegrafista do SBT é esfaqueado em assalto - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 04/10/2021 às 17:06:12,
atualizado em 04/10/2021 às 17:17:36

Magno Lúcio, cinegrafista do SBT de Brasília, foi esfaqueado durante assalto na capital nesta segunda-feira (4), às 5h30. O profissional, de 52 anos, estava em um ponto de ônibus aguardando condução para ir ao trabalho, quando um bandido o atacou na altura do abdomen. Magno passou por uma cirurgia de emergência no Hospital Regional de Ceilândia, no Distrito Federal, e seu estado de saúde é considerado grave.

Pessoas que presenciaram o crime afirmaram que os assaltantes fugiram de carro, levando pertences do cinegrafista. A Polícia Civil abriu processo de investigação do caso.

A atriz estadunidense Carlether Foley, conhecida por ter atuado em Screwed Up Christimas e Behind Closed Doors, morreu depois de ser atingida por uma bala perdida enquanto dormia em casa, na cidade de Duluth, Georgia, Estados Unidos. Ela tinha 36 anos de idade.

Informações do canal KTRK-TV afirmam que ela faleceu depois da bala ter atravessado a parede que separava os apartamentos e atingiu sua cabeça. O responsável por achar seu corpo foi Keyandre, seu filho de 17 anos.

O jovem chamou a emergência para tentar socorrer a mãe, mas ela já estava morta. Em entrevista à TV, ele lamentou: "Nada disso parece real. Fui eu que encontrei minha mãe. Nada disso faz sentido. Eu não entendo. Ela nunca incomodou ninguém, ela não fez nada".

O crime que matou atriz é campeão no Brasil

Apesar do crime ter acontecido nos Estados Unidos, serve o alerta para o Brasil, já que o país é a nação que mais sofre com as mortes por balas perdidas entre os países da América Latina e Caribe. A informação é do Centro Regional das Nações Unidas para a Paz, da ONU.

O ranking internacional mostrou que apesar das 741 ocorrências envolvendo balas perdidas na América Latina e Caribe, 187 foram no Brasil, resultando em 98 mortos e 115 feridos. Em segundo lugar, apareceu o México com 116 casos, seguido da Colômbia. 

Mais Notícias