Reportar erro
É prata!

Galvão Bueno se emociona com prata de Rebeca Andrade: "Não sei se tenho mais idade pra isso"

"Tava esperando narrar essa medalha desde Atlanta", disse o narrador

Galvão Bueno narrando prata
Galvão Bueno explode em narração de prata - Foto: Reprodução/TV Globo
Redação NT

Publicado em 29/07/2021 às 10:45:30,
atualizado em 29/07/2021 às 14:50:15

Galvão Bueno se emocionou na manhã desta quinta-feira (29) ao narrar a medalha de prata de Rebeca Andrade na ginástica artística das Olimpíadas 2020. "Não sei se tenho mais idade pra isso", admitiu o veterano narrador de 71 anos de idade na transmissão, ao vivo. "Eu tava esperando narrar essa medalha desde Atlanta (1996)", acrescentou ele.

Atuando como comentarista, a ex-ginasta Daiane dos Santos também comemorou a prata. "Pra mim é uma felicidade ver esse legado seguido adiante, ver a Rebeca ser a segunda melhor ginasta do mundo", justificou ela, que também se emocionou após a segunda colocação da brasileira.

Daiane foi às lágrimas ao vivo depois de parabenizar a todos pelo pódio. "A medalha era consequência do que ia acontecer, e veio. A gente vê hoje a primeira medalha pra uma menina negra. Tem uma representatividade muito grande por trás de tudo isso. Foi criada por uma mãe solo, o pai dela não é presente. Aguentou tudo, pra ser a segunda melhor atleta do mundo. Não consegui me expressar direito", disse ela. "Se expressou muitíssimo bem", devolveu Galvão.

A prata de Rebeca Andrade por Galvão Bueno

Rebeca Andrade tem apenas 22 anos e ficou atrás da americana Sunisa Lee. O bronze foi para a russa Angelina Melnikova. O ouro não veio para a brasileira por muito pouco. Ela ainda disputará mais duas finais, no domingo será no salto, e segunda, no solo.

A medalha de Rebeca aconteceu graças ao VAR. A comissão técnica brasileira entrou com recurso para revisão da nota de dificuldade. Os árbitros acataram o pedido e aumentaram um décimo na nota, lhe rendendo a prata.



Mais Notícias