Reportar erro
Parabéns

Do tetra ao garotão: Os memes que marcaram Galvão Bueno em seus 70 anos

Narrador coleciona bordões inesquecíveis em sua carreira

 Do tetra ao garotão: Os memes que marcaram Galvão Bueno em seus 70 anos
Galvão Bueno completa 70 anos nesta teraça-feira

Thomaz Rocha

Publicado em 21/07/2020 às 05:41:00

Narrador esportivo oficial da Globo, Galvão Bueno completa 70 anos nesta terça-feira (21). Marcado eternamente pela sua voz, ele esteve presente nas transmissões históricas como o tetra e o pentacampeonato do Brasil. Mas sua carreira não foi apenas no futebol. Outros esportes como basquete, lutas e Fórmula 1 também estão na lista de locuções de Galvão.

Nascido no bairro da Tijuca, no Rio, trabalhou numa fábrica de materiais plásticos antes de se aventurar no mundo da narração. Logo saiu de lá e foi direto para a rádio Gazeta, em São Paulo, onde teve uma rápida passagem.

Mas foi em 1974 que teve sua primeira oportunidade de narrar uma Copa para o Brasil, na época em que estava na TV Gazeta. Não demorou muito para Galvão chamar a atenção das emissoras do país.

E foi assim que, depois de passar pela Record e Bandeirantes, ele entrou para TV Globo, em 1981. Muita gente não se lembra, mas Galvão saiu da emissora carioca, em 1992, para assumir o cargo de diretor de esportes da Rede OM (atual CNT).

O locutor comprou os direitos de exibição exclusiva da Copa Libertadores da América daquele ano e fez a audiência do canal subir. Mas, mesmo com o sucesso, a emissora vinha enfrentando problemas, como atraso de salários, ocasionando a volta de Galvão para a Globo um ano após sua saída.

De lá para cá, Galvão se tornou figura emblemática da emissora, chegando, inclusive, a receber um dos maiores salários do canal. Estima-se que o narrador ganhava, até ano passado, R$ 1,5 milhão, mas depois de um acordo, o valor chegou a R$ 1 milhão. Galvão protagonizou momentos inesquecíveis no canal carioca. Vários deles, inclusive, viraram meme da internet e seu bordões caiu na boca do povo.

Confira alguns deles abaixo:

É treta! É treta!

O primeiro grande meme de Galvão surgiu numa época em que nem existia rede social. O grito de "é tetra! É tetra" foi no final da Copa do Mundo de 1994, disputada nos Estados Unidos, em que o Brasil levou o tetracampeonato pra casa. O narrador estava ao lado de Pelé quando o ex-jogador italiano Roberto Baggio errou o pênalti e deu a taça para o Brasil. A cena é lembrada por todos até hoje, seja em imagem, vídeo, ou apenas o áudio, que ainda circula pelas redes.

Ayrton, Ayrton Senna do Brasil!

Uma das modalidades que marcou Galvão em seus 70 anos foi o automobilismo. Foram tantas provas de fórmula 1 narradas pelo locutor que fica difícil calcular. O fato é que sempre quando o saudoso Ayrton Senna vencia Galvão gritava "Ayrton, Ayrton Senna do Brasil!". A marcante frase era sempre acompanhada pela música tema de vitória da Globo. Impossível esquecer, principalmente pelas conquistas dos três campeonatos de Senna, em 1988, 1990 e 1991.

Olha o gol, olha o gol, golllll

Em qualquer disputa de futebol que se preze, o narrador tem a função de levar a emoção ao espectador principalmente na hora do gol. Galvão Bueno não foge a esta regra, pelo contrário. Ele criou uma marca própria para anunciar a marcação de gols, principalmente se for do Brasil ou de jogadores brasileiros. O "olha o gol, olha o gol, golllll" inspirou, inclusive, muitos narradores da nova geração.

Ganhar é bom, mas ganhar da Argentina é muuuuito melhor

Não há partida mais emocionante no mundo como a de Brasil x Argentina. Não só o público fica à flor da pele e os jogadores também se estremecem, mas os narradores também ficam nervosos. Prova disso é o meme que Galvão fala em todos os jogos desse clássico futebolístico: "Ganhar é bom, mas ganhar da Argentina é muuuuito melhor".

Haja coração

Haja coração não é só nome de novela. A expressão foi criada muito antes do folhetim do Daniel Ortiz, exibida em 2016. Um dos memes mais lembrados de Galvão, possui até figurinhas e imagens montadas com essa expressão do locutor. Jogo narrado pelo Galvão que se preze tem que ter essa frase em algum momento do jogo.

Pode isso, Arnaldo?

Em qualquer lance duvidoso em relação à arbitragem, Galvão sempre chama o Arnaldo, comentarista especialista nas ações dos juízes em partidas de futebol. "Pode isso, Arnaldo?" está na boca do povo e sempre que alguém não acredita em algo repete as palavras de Galvão. A expressão está na galeria das mais famosas do narrador.

Que lambança você está fazendo, garotão

Em um dos memes mais inusitados do Galvão, uma segunda pessoa foi primordial para criá-lo. Trata-se de um garoto que estava se sujando com sorvete, durante a vitória do Brasil sobre a Itália, na fase de grupos da Copa das Confederações, na África do Sul. Ao menino aparecer na tela, Galvão, naturalmente, soltou "que lambança você está fazendo, garotão". Não demorou muito para virar meme.

Mais Notícias