Reportar erro
Nas manhãs da Record

Geraldo Luís sobre voltar à TV: “Um presente após ter sobrevivido à Covid-19”

Apresentador estreia no Balanço Geral Manhã nesta segunda-feira (7)

Geraldo Luís posa em foto de divulgação
Geraldo Luís volta à TV no Balanço Geral Manhã - Foto: Divulgação/Record
Luana Benedito

Publicado em 06/06/2021 às 06:49:54

Nesta segunda-feira (7), Geraldo Luís, 50, volta à TV no comando do Balanço Geral Manhã, da Record. O reencontro do apresentador com público acontece após mais de três meses de afastamento da emissora por conta da Covid-19. Em entrevista exclusiva ao NaTelinha, Geraldo fala sobre as expectativas do retorno ao trabalho, a nova rotina e a superação da doença. Ele também conta que comandar o jornalístico após enfrentar as complicações do coronavírus é um "presente".

Geraldo não esconde a empolgação com o novo desafio profissional à frente do Balanço Geral Manhã. À época do diagnóstico da doença, ele comandava o programa A Noite É Nossa às quartas-feiras. Luiz Bacci acabou sendo escalado para substitui-lo na atração. “Eu estou muito feliz, principalmente, por voltar a falar com essa coisa de comunicar todo dia. O diário da notícia me eleva. Isso me anima demais”, afirma.

“Então, eu tô ganhando um presente depois de ter sobrevivido a essa doenças e ter voltado à vida. Voltar a trabalhar falando com aquilo que eu mais gosto, e vai ter muito de manhã. Eu vou fazer voltar o rádio na TV. É a notícia rápida com informação, e também vai ter emoção”, completa.

O apresentador também entrega algumas novidades do BG Manhã. “Um time reforçado de jornalistas bem formados e essa notícia vai estar recheada sempre de bom humor, porque o improviso ao vivo ele me alegra, ele me impulsiona a brincar logo pela manhã e deixar as pessoas bem informadas e também com bom humor”, conta.

E ele prossegue: “Teremos quadros que vão mostrar o cotidiano e a história de São Paulo que estão escondidas na maior cidade do país que vai acordar com Geraldo balançando e com personagens que realmente representam o povo. Teremos o Diógenes Lucca para falar de segurança pública, o Marquinhos, meu fiel escudeiro, a Fabiola Gadelha estará pelas ruas, feiras, praças e outros locais de São Paulo. Além de novidades que estão chegando”.

Geraldo passará a comandar o Balanço Geral Manhã das 6h às 8h30. Entre 5h e 6h, o programa continua sob a apresentação de Bruno Peruka. “O trabalho para mim é uma proteção. Eu tenho uma proteção muito grande. Vou acordar cedo, mas tenho certeza que meu público estará comigo nessa nova jornada Eu vou continuar tendo o mesmo cuidado que eu sempre tive”, comenta.

O jornalista fala sobre os cuidados adotados em relação à Covid-19 na volta ao estúdio. “Eu sou um cara delicado comigo, cuidadoso. Não é só o álcool em gel, uns três anos atrás uma mulher me chamou de metido no aeroporto disse: ‘nossa! ele aperta a mão das pessoas e passa álcool. Ele tem nojo’. Eu sempre fiz isso. Em avião, quando eu viajava pro Domingo Show, que nem um apresentador viajou tanto por este país como eu, me orgulho muito e agradeço a Record por isso. Contando história de brasileiros. Eu já colocava máscara porque eram 200 pessoas no avião, então não sei o que as pessoas têm. De repente passa uma doença pulmonar... eu já pensava nisso! Mas é neura? Não! Eu já pensava nos cuidados até porque eu sou diabético e diabetes séria.”

Geraldo Luís fala sobre vencer a Covid-19

Geraldo Luís ficou internado 22 dias por conta da doença e precisou ficar na UTI. “Foi um momento de reflexão espiritual muito grande porque, ninguém que volta de um Covid de quase 30 dias internado, 12 dias de UTI, 85% pulmão tomado, desacordado três, quatro dias para o pulmão descansar... Quando você acha que recebe uma sentença de morte, você recebe uma sentença de vida”, analisa.

“Eu recebi uma sentença de vida e eu estou feliz por isso, principalmente pela mudança interior daquilo que eu quero para minha vida sem medo. A morte ou a quase morte, o medo dela, ou quando for uma doença, um aviso ela chega até você no teu corpo, você nunca mais eu mesmo. Todos os medos vão embora. Hoje eu sou um homem sem medo algum. A coragem de enfrentar, a coragem de viver, a coragem de desafiar, de me desafiar, ela é muito, muito maior agora. É com uma certeza de que eu vou reencontrar o meu público somando ao público do Balanço Geral Manhã”, conclui o apresentador.



Mais Notícias