Reportar erro
Absolvido

Lula detona Globo e diz: "Ela não tem que gostar de presidente"

Ex-presidente discursou sobre as anulações de condenações que sofreu na Lava Jato

Lula discursando sobre absolvição
Discurso de Lula agitou final da manhã desta quarta (10) - Reprodução/CNN Brasil
Redação NT

Publicado em 10/03/2021 às 12:11:09,
atualizado em 10/03/2021 às 13:31:09

Luiz Inácio Lula da Silva discursou no final da manhã desta quarta-feira (10) sobre a anulação das condenações na Lava Jato. Ele declarou ser "vítima da maior mentira jurídica contada em 500 anos de história" e criticou a Globo. "Não tem que gostar ou não de presidente. Ela decide na hora de votar", disparou ele no Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP).

O ex-presidente afirmou que o jornalista, seja ele qual for, tem que escrever os fatos, o que realmente as pessoas falaram, ressaltando que a edição do Jornal Nacional de ontem (9) foi épico. "Ontem assistimos a um Jornal Nacional épico. Quem viu nem acreditou. Pela primeira vez a verdade prevaleceu. E a verdade dita não pela boca do PT, mas pelos ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. Espero que esse seja o padrão da Rede Globo daqui para frente", elogiou.

"Fiquei feliz porque espero que a verdade versada pela Globo ontem seja um novo padrão de comportamento da Globo com a verdade. A Globo não tem que gostar ou não gostar de presidente. Ela não tem que gostar ou gostar do partido. Ela decide na hora de votar. Na hora de informar, tem que informar a verdade. E somente a verdade. Ela tem que falar a verdade", prosseguiu ele. E Lula diz que luta pela liberdade de imprensa dos veículos e reiterou: "A liberdade da imprensa é uma das maiores manutenções pela democracia. Só quero agradecer".

Na GloboNews, o Grupo Globo emitiu um comunicado sobre as declarações de Lula: "O ex-presidente está errado. O jornalismo da Globo se dedica a relatar os fatos e a buscar a verdade e vai continuar a fazê-lo, mas não somente os fatos e as verdades que lhe sejam favoráveis".

Lula rechaça mágoas e olha pra frente

O veterano disse também que se algum brasileiro tem razão para ter muitas e profundas mágoas, esse alguém é ele. "Mas, não tenho. Sinceramente eu não tenho porque o sofrimento que o povo brasileiro tá passando, o sofrimento que as pessoas pobres estão passando neste país é infinitamente maior do que qualquer crime que cometeram contra mim".

"Fui vítima da maior mentira jurídica contada em 500 anos de história", assegurou ele. O ex-presidente também detonou o governo de Jair Bolsonaro (sem partido), e ao contrário do atual mandatário, se mostrou a favor da vacina desde o início.

"Esse país não tem governo. Esse país não cuida da economia. Hoje, eu tenho certeza que ele [Moro] deve estar sofrendo muito mais do que eu sofri. Eu tenho certeza que o Dallagnol deve estar sofrendo muito mais do que eu sofri, porque eles sabem que eles [Moro e Dallagnol] cometeram um erro e eu sabia que eu não tinha cometido um erro", recordou Lula.

TAGS:
Mais Notícias