Reportar erro
Saúde

Fabian Londero, do rodízio de apresentadores do JN, se recupera da Covid

Apresentador de Santa Catarina fez uma reflexão sobre sua batalha contra a doença

Fabian Londero, do rodízio de apresentadores do JN, se recupera da Covid
Fabian Londero está curado da Covid-19. Foto: Reprodução/NSC

Diogo Cavalcante

Publicado em 03/03/2021 às 20:30:48

O jornalista Fabian Londero, representante de Santa Catarina nos rodízio de sábado do Jornal Nacional, está recuperado da Covid-19. Ele voltou, nesta quarta-feira (3), a apresentar o NSC Notícias, jornal local noturno da NSC, afiliada da Globo em Florianópolis. Ao analisar sua experiência com a doença, Fabian analisou que se tratava de uma "loteria", em que alguns sentiam mais e outros menos os reflexox, mas aconselhou os telespectadores: "Não faça aposta, gente. Essa loteria aí não tem vencedores".

"É muito bom estar de volta. Olha, gente, muito obrigado pelas orações de vocês, pela torcida de vocês pela minha saúde, da minha família. Muito obrigado mesmo", agradeceu, no início do jornal, antes de começar a analisar sua batalha. "A Covid-19 me surpreendeu, e é isso que eu quero compartilhar com vocês. A doença, gente, é uma loteria. Alguns não sentem quase nada e outros sofrem muito", prosseguiu.

"Então, agora, é hora da gente reforçar ainda mais os cuidados com uso de máscaras, o álcool nas mãos, manter o distanciamento defendido pela ciência. Por fim, deu seu recado. "Não faça aposta, gente. Essa loteria aí não tem vencedores, tá? Mais uma vez, muito obrigado", pontuou.

Fabian estava afastado do NSC Notícias desde 10 de fevereiro, quando começou a apresentar sintomas suspeitos. Em 23 de fevereiro, seu diagnóstico foi confirmado. Enquanto se recuperava, coube à jornalista Marina Dalcastagne substituí-lo. 

Em artigo assinado no site NSC Total, intitulado "A Covid-19 e a Empatia", Fabian contou outros detalhes sobre a luta contra a Covid. "Achei que com meu histórico, 48 anos, 80 quilos, não fumante, não bebo, praticante de atividades físicas, passaria bem pela Covid-19. Ledo engano. Se fosse uma arma de guerra, seria perfeita. Tirou-me o olfato, o paladar, me trouxe febre por sete dias seguidos. Ela não cedia, a diarreia completava o quadro do aniquilamento, nada parava. A insônia me consumiu por quase uma semana, o corpo fica disperso, não te deixa dormir. Dores de cabeça, dores pelo corpo, massa magra perdida em três quilos, um soluço, um zumbido no ouvido e tontura", revelou.

Fabian Londero integra o rodízio do JN, suspenso pela pandemia

Fabian Londero foi um dos jornalistas selecionados para o projeto de 50 Anos do Jornal Nacional, em 2019, que colocou apresentadores locais para comandar o programa aos sábados, em esquema de rodízio. A primeira (e única) edição apresentada por ele foi em 12 de outubro de 2019, na companhia de Aline Ferreira, da Rede Amazônica, do Amapá.

Em 2020, ele foi integrado oficialmente ao rodízio de sábado, assim como outros nomes, como Márcio Bomfim (Pernambuco), Jéssica Senra (Bahia), Aline Aguiar (Minas Gerais) e Marcelo Magno (Piauí). Mas a pandemia do novo coronavírus suspendeu o projeto temporariamente. A Globo foi obrigada a rever o planejamento e utilizar nos plantões do JN apenas pessoas da própria Globo no Rio de Janeiro, vetando até mesmo nomes de São Paulo e de Brasília.

Mais Notícias