Repercutiu na web

Jornal Nacional entrevista Felipe Neto e mostra ataques contra youtuber

Telejornal da Globo desmentiu tweet que associava influenciador digital a pedofilia

Jornal Nacional entrevista Felipe Neto e mostra ataques contra youtuber
Felipe Neto é entrevistado pelo Jornal Nacional (Foto: Reprodução/TV Globo)

Publicado em 30/07/2020 às 22:00:00

Por: Paulo Pacheco

Os ataques contra Felipe Neto foram parar no Jornal Nacional desta quinta-feira (30). Em uma reportagem de seis minutos, o principal telejornal da Globo entrevistou o influenciador digital e desmentiu publicações que o associavam a pedofilia.

"O influenciador digital Felipe Neto tem sido vítima de acusações falsas e de ameaças nas redes sociais. Nesta quarta-feira, esses ataques foram parar na porta da casa dele", disse William Bonner ao chamar a reportagem.

Em entrevista ao repórter Hélter Duarte, Felipe Neto afirmou que reforçou a segurança dele e de sua família e que irá à Justiça contra apoiadores do presidente Jair Bolsonaro que gritaram palavras de ordem e fizeram ameaças em frente ao condomínio onde mora, no Rio de Janeiro.

"Discorde de mim, me questione, exponha erros que eu tenha cometido ou possa ter falado, mas não minta, não tente atacar com ódio, com raiva e com vontade de arruinar a vida da pessoa", declarou o youtuber.

A reportagem ainda explicou ao público quem é Felipe Neto, como ele começou a fazer sucesso na internet e por que tem sido alvo de ataques e mentiras nas redes sociais.

O Jornal Nacional ainda exibiu um trecho do vídeo gravado por Felipe ao jornal norte-americano The New York Times, classificando Bolsonaro como o pior líder mundial no combate à pandemia de coronavírus.

A participação de Felipe Neto no JN repercutiu nas redes sociais. Confira as reações:






Siga o NaTelinha nas redes sociais


Reportar erro

LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!