Reportar erro
Golpe nos EUA?

Como as emissoras brasileiras cobrem invasão ao Congresso dos Estados Unidos

GloboNews, CNN Brasil e Band News mostraram a confusão

Raquel Krähenbühl ao vivo na GloboNews
Raquel Krähenbühl fez a cobertura ao vivo - Foto: Reprodução/GloboNews
Redação NT

Publicado em 06/01/2021 às 17:35:00

A GloboNews realizou uma cobertura ao vivo dos corredores do Congresso dos Estados Unidos durante a invasão de eleitores do presidente americano Donald Trump ao local nesta quarta-feira (6), em sessão que confirmaria a vitória de Joe Biden para o novo pleito. A CNN Brasil exibiu imagens do lado de fora, enquanto a Globo informou a situação através do Boletim do Jornal Nacional. A Band News deu um giro em todos os detalhes para explicar ao público a confusão.

A correspondente internacional da GloboNews, Raquel Krähenbühl, acompanhava a certificação das contagens dos colégios eleitorais, autorizando Biden a assumir a presidência da República americana a partir do dia 20 de janeiro, quando diversas pessoas começaram chegar ao Congresso e iniciaram uma invasão.

Raquel foi levada para um corredor para ficar protegida de possíveis ataques de vândalos. Ao lado de um cinegrafista, ela exibiu toda a movimentação dos policiais e congressistas que corriam de um lado para o outro para se protegerem e tomarem ações contra o que eles passaram a chamar de “Tentativa de Golpe”.

A jornalista conversou com vários deputados, que demonstraram preocupação com a situação dos Estados Unidos. A GloboNews usou um tradutor para o público acompanhar em tempo real cada comentário dos políticos eleitos no país norte-americano. Os comentaristas do canal pago estavam inconformados com o episódio e criticando Donald Trump.

A Globo exibia Laços de Família no Vale a Pena Ver de Novo, quando a atração foi para o intervalo comercial e iniciou o Boletim do Jornal Nacional com Renata Vasconcellos. A atração fez um resumo do que estava acontecendo e encerrou a produção rapidamente, retornando para a reprise da novela de Manoel Carlos.

CNN Brasil e Band News

A CNN Brasil usou imagens da CNN dos Estados Unidos. Quem assistiu o canal, acompanhou detalhes da área externa do Congresso. “Direto dos EUA: Apoiadores de Trump invadem o Congresso. Tradução simultânea da CNN nos Estados Unidos”, informou o letreiro da emissora. Diferente da GloboNews, a CNN Brasil não teve um repórter nos corredores do Capitólio.

Já a Band News também não teve um jornalista na área interna do Congresso, entretanto, exibiu todos os detalhes da parte de fora do local. O canal buscou declarações de jornalistas internacionais e políticos para que o público entendesse o cenário da confusão.

Mais Notícias